CidadesCuriosidadesEconomiaMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Parceria entre Cesol e Loja Maná Naturais promove produtos da agricultura familiar em Piatã e região

A agente administrativa do Cesol Chapada, Odeniz Ribeiro, explicou que a instituição promove ações que auxiliem os empreendimentos a comercializarem os seus produtos.

O Centro Público de Economia Solidária da Chapada Diamantina (Cesol) e a Loja Maná Produtos Naturais, no município de Piatã, na Chapada Diamantina, firmaram parceria neste mês de março para promover a geração de renda com base na produção familiar da região. A ideia é ajudar inúmeras famílias impactadas pela suspensão de feiras livres durante o período de pandemia da covid-19, por meio da assistência gerencial e de marketing.

A agente administrativa do Cesol Chapada, Odeniz Ribeiro, explicou que a instituição promove ações que auxiliem os empreendimentos a comercializarem os seus produtos. “Um dos papéis dos Cesols no território é de articular, promover essas parcerias com lojas e supermercados, para que mais produtos da agricultura familiar e economia solidária sejam encontrados nas prateleiras, permitindo que as famílias atendidas ganhem seu sustento, através de mais locais de venda dos seus produtos, não se limitando apenas às feiras livres e vendas informais”, explica.

Dentre os empreendimentos atendidos pelo Cesol Chapada que já operam com produtos na Maná estão o ‘Mel com Pimenta Flor da Chapada’, ‘Mel Flor Nativa’, ‘Biscoitos Carvalho’, ‘Geleias União Ressaca’, ‘Café Landulfo’, ‘Café Cotidiano’, ‘Licor Feito a Mão’ e ‘Cachaça São José’. Segundo o sócio da Maná, Laerte Cássio, a parceria é promissora e de grande importância.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Acreditamos muito no poder da agricultura familiar, e estamos muito contentes em fazer parte da história de cada produtor, que por meio do Cesol traz até a nossa loja produtos feitos com muito carinho e dedicação”. Os produtores estão otimistas e esperançosos com a parceria. Para a produtora de cachaça e açúcar mascavo do grupo São José, Dulcilene Almeida dos Anjos, “é muito importante ter um espaço para vender. A vontade é de produzir muito, mas o escoamento sempre dificulta, então está sendo gratificante”.

“Iniciamos a produção e comercialização na feira pelo Instagram e WhatsApp. Para pessoas que já tinham familiaridade com os produtos da União Ressaca. Mas [com] a abertura da loja Maná, que trabalha com preço justo pelos produtos, temos uma vitrine permanente e [podemos] alcançar novos públicos”, acrescenta o produtor de geleias da associação União Ressaca, Cristóvão Souza. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios