CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolíticaTop
Trending

#Chapada: Ex-secretário de Barra do Mendes nega ameaça a prestador de serviços da Câmara e diz que treina artes marciais

Juan Pimentel afirmou que será movido processo contra o sonoplasta; ele considerou sua reação como secretário errada: "Tanto que fui demitido e não questionei esse fato em nenhum momento".

Em Barra do Mendes, na Chapada Diamantina, o então secretário de Esporte, Juan Pimentel, negou a acusação feita no dia 22 de março sobre ameaça de agressão ao prestador de serviços, Edenísio Mendonça, de 45 anos (veja aqui). De acordo com Pimentel, o caso começou quando ele questionou na Câmara de Vereadores se não sairia mais em conta, financeiramente, comprar um som próprio e pagar um técnico no lugar do serviço do sonoplasta.

Em entrevista para a equipe do JC, Juan explicou a sua versão. “Essa questão dele comigo começou porque questionei na Câmara se não era mais barato comprar um som próprio e pagar um técnico e fiz um orçamento de som, melhor que o atual, mais horas de técnico de som ficaria anualmente cerca R$7 mil mais barato para a Câmara. Aí, desde fevereiro, ele me perturba e me ameaça no privado”, pontua o ex-secretário.

Edenísio, que afirma ser proprietário da ‘Nova Mix FM’ e prestador de serviços da Casa Legislativa na parte de sonorização, de acordo com Juan, estaria mentindo. “Não é proprietário da Rádio Nova Mix, pois é uma Rádio Comunitária”, afirma Pimentel. Além disso, Juan nega que tenha transtornos como foi dito pelo prestador de serviços. “Ele alega que tenho problemas psiquiátricos, porém isso é falso e gostaria que ele apresentasse o atestado que comprove essa afirmação”, ressalta.

Treinamento
O ex-secretário também relatou que começou a treinar artes maciais para a defesa pessoal, visto que Edenísio teria o ameaçado “várias vezes de me bater, comecei a treinar e não tenho medo”, diz. Na ocasião, o sonoplasta resolveu prestar queixa na delegacia da situação. Com isso, o secretário foi demitido do seu cargo, mas ele reconhece o erro.

“Minha reação como secretário pode ter sido errada, tanto que fui demitido e não questionei esse fato em nenhum momento”, afirma. “Mas como homem que sou, agi porque não tenho sangue de barata, como disseram na Caraíbas. Chamei para fazer uma prova de matemática e ele não quis, ou melhor disse que fazia e depois queria resolver na porrada. Aí depois da publicação da matéria veio querendo pedir desculpa e eu iria fazer o direito de resposta depois que fui mudou de ideia”, explica Juan.

Segundo o ex-secretário, “essas informações estão sob posse do meu advogado já e está tratando sobre os processos contra ele [Edenísio] e contra a Rádio Caraíbas FM de Irecê”, informa o titular.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios