CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolíciaTop
Trending

#Chapada: Família pede Justiça por jovem agredida por homem em Barra da Estiva; “Que não fique impune”

Caso foi registrado na delegacia e, até esta terça-feira (27), suspeito ainda não havia sido preso.

A família da jovem, identificada como Vanessa Moura Alves, de 22 anos, que sofreu uma agressão na noite do último domingo (25), ocasionando hematomas e um grave corte no rosto, em Barra da Estiva, na Chapada Diamantina, pede por Justiça. “Esperamos que a Justiça seja feita, que ele pague por isso, que não fique impune igual a maioria dos crimes de feminicídio”, ressalta ela, ao Jornal da Chapada (JC), nesta terça-feira (27).

Segundo a irmã da vítima, Andressa Moura Alves, o suspeito pela agressão é um amigo próximo da família, que costumava frequentar a residência da vítima há alguns anos. Ele, no momento da agressão, apresentava estar sob efeito de álcool e agitado, conforme relatos. A família não entende o motivo do ocorrido.

“Ele era um amigo, vivia dentro da nossa casa, desde muitos anos. Tinha amizade com a gente, ninguém sabe explicar o motivo, porque ele fez isso”, relata a irmã, ao G1. O caso foi registrado na delegacia do município chapadeiro. No entanto, até esta terça-feira (27), o suspeito ainda não havia sido localizado pela polícia.

“A gente tá muito chocado pelo fato de ser uma pessoa que convivia com a gente aqui dentro de casa, amigos há mais de 10 anos, e ter uma reação dessa, a gente não entende o motivo dele ter feito isso”, diz a irmão ao JC. A jovem precisou ser encaminhada para o Hospital Susy Zanfretta, na cidade. Além dos hematomas, ela precisou levar 20 pontos na região da testa. O nariz da vítima sofreu grave hemorragia. Ela obteve alta na tarde da última segunda (26).

Conforme a irmã, Vanessa chegou na casa do suspeito, local em que estava acontecendo uma confraternização. Contudo, ao chegar no ambiente, ele começou a falar de forma grosseira com ela e logo em seguida, deu um chute na perna dela, que estava machucada.

“Ele chegou chutando ela [Vanessa]. Ela pediu a ele para parar, que estava sentindo dor, começou a xingar ela. Ela [Vanessa] deu um tapa na cara dele. Então, ele foi dentro da casa e voltou, e quando voltou, ele pegou uma mesa de plástico com toda força e jogou nela. Ela caiu e não conseguiu levantar, ficou desacordada”, conta Andressa, irmã da vítima, ao G1.

Durante a agressão, Vanessa chegou a tentar se defender. Ela deu um tapa no rosto do suspeito. Porém, por conta disso, ele chegou a ameaçar a vítima, como relata a irmã. “Depois que ela deu um tapa nele, ele voltou e disse que ela iria se arrepender de ter dado o tapa, que não iria ficar de graça”, pontua ao G1. O suspeito fugiu do local após as outras pessoas que estavam na confraternização prestarem atendimento a Vanessa, que estava desacordada. Ainda não há informações sobre o paradeiro do suspeito, de acordo com Andressa. Jornal da Chapada com informações do G1.

Etiquetas

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios