AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Construção de barreiros pelo governo garante segurança hídrica e alimentar para agricultores familiares de Campo Formoso

As tecnologias implantadas pelo Governo do Estado, por meio do projeto Pró-Semiárido, têm assegurado a segurança hídrica para as famílias manterem hortas, pomares e a criação de pequenos animais como caprinos, aves e suínos.

Cerca de 240 famílias de oito comunidades rurais do município de Campo Formoso, na Chapada Norte, melhoraram o acesso à água após a construção de três barreiros. As tecnologias implantadas pelo Governo do Estado, por meio do projeto Pró-Semiárido, têm assegurado a segurança hídrica para as famílias manterem hortas, pomares e a criação de pequenos animais como caprinos, aves e suínos.

“A construção dos barreiros, além de possibilitar um aumento na capacidade de armazenamento de água, atenderá às expectativas de acréscimo da capacidade produtiva, associada a elementos que possibilitam potencializar a produção com a existência de sistema de irrigação, cobertura e vedação, para evitar a perda de água por evapotranspiração e infiltração”, explica a técnica em desenvolvimento produtivo do Pró-Semiárido, Telma Magalhães.

Dois barreiros, com capacidade média para armazenar 500 mil litros de água, foram construídos nas comunidades de Borda da Mata e Alagadiço e beneficiam diretamente cerca de 120 famílias dessas localidades e de comunidades circunvizinhas. A presidente da associação comunitária de Alagadiço, Davina Vieira Silva, fala como as tecnologias estão contribuindo para o fortalecimento da agricultura familiar na região.

“Sobre o barreiro, antes não segurava água, aí, depois que foi forrado, segura. Está sendo muito proveitoso porque a gente está usando a água para molhar as hortas e as outras plantas do quintal. Para gente, foi muito produtivo porque a gente tá sabendo usar a água para a produção e, se precisar, até para os animais. Além desse barreiro nós temos outro barreiro maior, que foi feito também através do projeto Pró-Semiárido. Esse barreiro, no ano passado, foi o que sustentou, a população criou bastante peixes. O pessoal ia pescar e pegava de 30 a 40kg de peixe. Isso foi muito importante para as famílias”, exemplificou Davina.

O barreiro maior, com capacidade para armazenar mais de 2 milhões de litros de água, forrado com lona, para evitar infiltração, e coberto com sombrite, para reduzir a evapotranspiração, está localizado na comunidade de Quina e contribui com a produção de cerca de 120 famílias dessa e das localidades do entorno. Para a presidente da associação da fazenda Quina, Damares Santos Silva de Lima, a instalação da tecnologia transformou a vida das agricultoras e dos agricultores.

“Depois do barreiro, o acesso a água foi extremamente melhor porque só a cisterna não era suficiente para a família e para os animais. Então, a gente ficava dependendo do município para vir colocar água. Hoje, a pessoa já não se preocupa onde vai pegar sua água. Tem criatório de porcos na comunidade que pegam água para manejo lá {no barreiro], tem os caprinos e ainda para uso em suas próprias casas (lavar roupa, banho). Então, nos ajudou bastante”, enfatiza Damares.

Além dos barreiros, as comunidades contam com equipamentos e estruturas para fortalecer a produção agrícola e pecuária, a exemplo de máquinas forrageiras, galinheiros e ensaios forrageiros agroecológicos. E contam também com Assessoramento Técnico Contínuo (ATC) do projeto do Governo do Estado por meio da parceria com o Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (Irpaa).

O Pró-Semiárido é um projeto do Governo da Bahia, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretara de Desenvolvimento Rural (SDR) com cofinanciamento do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida). As informações são de assessoria.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios