CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

Parece que tem caixa preta na prefeitura de Salvador, dispara Florence contra ACM Neto e Imbassahy

afonso
O deputado Afonso Florence durante ato no plenário da Câmara | FOTO: Reprodução |

Em entrevista à Rádio Vida na manhã desta segunda-feira (4), o vice-líder do PT na Câmara dos Deputados, Afonso Florence (PT/BA), voltou a tecer duras críticas à gestão do prefeito ACM Neto. O parlamentar afirmou que a administração municipal não investiu em programas de drenagem fluvial, limpeza de canais e contenção de encostas para prevenir o impacto das chuvas, que resultou nos estragos da última semana e culminou na morte de 16 pessoas soterradas por deslizamentos de terra. “O prefeito não fez obras de drenagem em bairros populares, isto é fato. Ele [ACM Neto] ainda tem a oportunidade de redirecionar prioridades e atender o povo pobre, ao invés de só fazer festa e propaganda”, enfatizou Florence.

O petista também atribuiu à paralisação das obras do metrô de Salvador ao período em que o atual deputado federal Antônio Imbassahy (PSDB-BA), esteve à frente da prefeitura municipal, em 1999. Segundo reportagem da Folha de São Paulo, o Tribunal de Contas da União (TCU) identificou acréscimo de ao menos R$ 166 milhões, em valores da época, nos preços das obras, e buscou responsabilizar gestores do município e também empreiteiras que, por sinal, estão enquadradas na Operação Lava Jato. Questionado sobre o caso, Afonso Florence ironizou: “Parece que tem caixa preta na prefeitura, na gestão das obras do metrô no governo Imbassahy”.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas