CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu Principal

Walter Pinheiro se afasta do Senado e assume oficialmente a Secretaria da Educação da Bahia

ascom
O secretário Pinheiro ressaltou que a escola é um ambiente de transformação e precisa estar mais integrada com a comunidade| FOTO: Suami Dias/Ascom Educação |

O secretário Walter Pinheiro assumiu, nesta sexta-feira (3), a Secretaria da Educação do Estado. Deputado federal por quatro legislaturas, ex-secretário estadual de Planejamento (2009), Walter Pinheiro foi eleito senador, em 2010, com 3.630.944 votos. Na tarde desta sexta (3), ele conversou com gestores da Secretaria da Educação e disse que todos os esforços serão empreendidos para ampliar a qualidade da educação pública na Bahia, principal marco do governo Rui Costa, por meio do programa Educar para Transformar.

“Eu fiquei impressionado como o governador Rui Costa se joga nos detalhes da educação. Em todas as conversas que tive com o governador, ele sempre fala que visita uma escola nas cidades aonde vai. Ele conta, de maneira emocional, que é nestas visitas o maior aprendizado que ele colhe para a educação. E este foi o ponto mais interessante que me motivou a vir para cá”, afirmou, destacando a disposição para contribuir. “Estou com uma disposição danada de fazer. O tempo é curto, mas nada que a gente não possa programar, somar e tentar fazer tudo o que tiver ao nosso alcance pela educação”.

O secretário disse que a escola é um ambiente de transformação e precisa estar mais integrada com a comunidade. “Eu acredito que a escola tem que ter esse apelo, de ser um lugar aonde o estudante vai se encontrar e descobrir sua capacidade. A escola é o melhor ambiente para a construção da cidadania, é aonde o indivíduo se socializa e interage. A escola tem que ser atraente e agradável e estar mais aberta, promovendo a integração com a comunidade do seu entorno”, acrescenta.

Tanto na Câmara Federal como no Senado, Walter Pinheiro assegurou investimentos para as escolas técnicas, sendo um dos responsáveis pela revogação da 2208, que pretendia extinguir estas instituições de ensino no país. Além de garantir recursos para as Ets, ele também foi o relator das cinco universidades implantadas na Bahia (Universidade Federal do Oeste da Bahia, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Universidade Federal do Sul da Bahia e Universidade Federal do Vale do São Francisco e Universidade da Lusofonia).

Pacto Federativo
Pinheiro tem defendido o Pacto Federativo e acredita que o regime de colaboração entre o Estado e os municípios baianos, impulsionado pelo Educar para Transformar, visando alfabetizar as crianças com até oito anos de idade, é fundamental para fortalecer as políticas públicas de educação nas diferentes ciclos da educação básica.

“Vamos fazer este diálogo da educação com os municípios da Bahia e estreitar a parceria com as universidades estaduais que têm uma produção acadêmica valiosa e podem contribuir, com o acumulado histórico, com a educação básica”, afirmou, ao acrescentar o processo de escuta, diálogo e trabalho em equipe com os servidores da Educação. “É importante também escutar para dentro. Ninguém mais do que os servidores, professores, gestores e estudantes, podem ajudar do que as pessoas que estão na Secretaria da Educação”, ressalta.

Softwares livres
Da área de Tecnologia da Informação, Pinheiro esteve à frente no Senado das discussões e elaboração do Marco Civil da Internet e, enquanto secretário da Educação, vislumbra ampliar o uso de ferramentas virtuais de Tecnologia da Informação na educação, como o uso de softwares livres. “Eu me dediquei muito nesta área da pesquisa, fiz parte da Comissão de Ciência e Tecnologia o tempo todo e esta é uma das minhas prioridades, sempre dialogando com outras secretarias”.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios