#Cultura: Cantora lança CD em apresentação na varanda do Sesi em Salvador

Postado em nov 11 2016 - 11:52am por Jornal da Chapada
foto6

A entrada para o evento custa R$20, com direito a um CD da artista | FOTO: Reprodução/Edgar de Souza |

A cantora Nadjane Souza, que participou do Olodum, lançará seu CD, intitulado “Multiplicidade”, na próxima terça-feira (15), às 21h, na Varanda do Sesi, no Rio vermelho, em Salvador. A entrada para o evento custa R$20, com direito a um CD da artista. Apaixonada pela Chapada Diamantina, há 20 anos, Nadjane tem uma história de amor e identificação com a música. Gravou o CD A mulher gera o mundo, (1998) com a Banda Didá, participou da Banda Egregora´s fazendo shows em vários países da Europa.

Durante cinco anos e meio, Nadjane comandou os vocais do Olodum. Entre as grandes conquistas que obteve através da música, uma delas foi em 2009 ser surpreendida com o prêmio de cantora revelação pela Radio Sociedade, e em 2011, ganhar o prêmio de Cantora Revelação do Carnaval de Salvador pelo reconhecido Troféu Dodô e Osmar. Participou de grandes turnês cantando para inúmeros festivais de música em diversos países. Também gravou o DVD Povo das Estrelas, (2010) gravado ao vivo no Pelourinho. Em 2012, Nadjane fez uma participação na minissérie da Globo “O canto da sereia” fazendo backing vocal para a personagem.

A sua influência musical, lhe proporciona a liberdade de passear por diversos segmentos explorando os ritmos de matriz africana com composições autorais e releituras, acrescentando novos timbres e uma pitada de som eletrônico, construindo um trabalho diferenciado e contemporâneo. O CD O disco traz a multiplicidade de gêneros e ritmos musicais canções que representam a diversidade cultural da música brasileira, com suas cores e paisagens apresentadas pela sua cidade e que está impressa em seu povo através da dança, da religiosidade e da alegria que são inerentes aos baianos.

Nadjane apresenta nesse primeiro CD em carreira solo, o seu lado compositora, deixando fluir em suas letras, aspectos relacionados a conflitos étnicos, exaltando a força da mulher e a conexão com o elemento “ÁGUA”, reverenciando os orixás femininos, assim como, mensagens de encorajamento, persistência e fé, evidenciando em sua personalidade, a determinação e garra com o traço guerreiro de Oxóssi. Com informações de Assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.