Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal

Chapada: Nova gestão municipal reclama de caos na prefeitura de Barra da Estiva

sucatas
Carros sucateados, equipamentos quebrados, prédios deteriorados e a falta de documentos têm dificultado a nova administração municipal | FOTO: Divulgação/Ascom |

A chegada de João Machado Ribeiro, o popular João de Didi (PTB), à prefeitura de Barra da Estiva, na Chapada Diamantina, foi marcada por reclamações de seu grupo político em referência ao que eles chamaram de “colapso total” no órgão administrativo. Segundo a nova gestão em nota oficial, a “prefeitura, secretarias e órgãos municipais [estão] em estado caótico, urgindo a necessidade de tomar medidas emergenciais para a continuidade dos serviços públicos”.

Em decreto, o chefe do executivo relatou diversas situações, apontando o estado precário encontrado na máquina pública. Conforme o explanado, há desde o sucateamento dos veículos, inclusive de áreas essenciais à saúde e à vida, como as ambulâncias que foram deixadas praticamente sem nenhuma condição de uso, passando pelo mobiliário destruído, até a falta de material de expediente básico para atendimento aos cidadãos de Barra da Estiva.

Leia também
Chapada: Estádio inaugurado há menos de um mês em Barra da Estiva está abandonado
Chapada: Barra da Estiva tem pontos turísticos que valem a pena conhecer

O grupo acusa ainda da maioria dos computadores terem sidos formatados, excluindo informações municipais Financeiras, Administrativas e Contábeis, além da linha telefônica inativa e sem conexão com internet, dificultando e tumultuando o início dos trabalhos. A atual Secretaria de Administração afirmou ter encontrado grandes dificuldades em iniciar o seu trabalho por conta da desorganização deixada pela gestão anterior. Jornal da Chapada com informações da Ascom da prefeitura de Barra da Estiva.

Confira mais imagens

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios