CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia
Trending

Chapada: Polícia desmonta maior esquema de tráfico já descoberto no município de Piatã

A organização criminosa tinha sede em um bar situado às margens da BA-148, no distrito de Cabrália.

A Polícia Civil, através da Delegacia Territorial de Piatã, município da Chapada Diamantina, concluiu investigação criminal que identificou o maior esquema de tráfico de entorpecentes já descoberto na cidade nos últimos anos. A organização criminosa tinha sede em um bar situado às margens da BA-148, no distrito de Cabrália. O idoso Salvador Sílvio Alves, de 65 anos, proprietário do bar, foi preso em flagrante um mês antes pela Polícia Militar, com drogas e duas armas de fogo.

Salvador utilizava de seu estabelecimento para vender maconha e cocaína para usuários e traficantes da região de Boninal, Novo Horizonte e Piatã. A sua companheira, Valdice Santos Rodrigues, agia com ele, entregando as drogas para os usuários na sua ausência. Durante as investigações a polícia ouviu várias testemunhas e usuários. Ficou comprovado que a comercialização ilegal existia, ao menos desde fevereiro de 2019. Os usuários daquela região chegavam até mesmo a ligar antes para Salvador para saberem se ele tinha droga.

Além do casal, foi acusado Wesley Medeiros Souza que, logo após a prisão de Salvador, ajudou a transportar o restante da droga que estava escondida no bar para a sua cidade natal, Boninal, agindo em conjunto com Valdice. Ele foi preso em flagrante no dia 1º deste mês, em uma ação conjunta entre as Polícias Civil e Militar. Outro integrante da organização criminosa, segundo a polícia, é Natalício Silva Nascimento, vulgo Dóia ou Bio, que trazia a droga de São Paulo para o Bar de Salvador. Esse está foragido da cidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ainda conforme a operação, ao todo foram apreendidos R$18.277 em dinheiro, fruto da venda de entorpecentes, bem como mais de R$1.400 em buchas/pinos/papelotes de maconha ou cocaína prontas para comercialização ilegal. Todos foram indiciados pelos crimes de tráfico, associação ao tráfico de drogas e organização criminosa, cuja soma máxima das penas de prisão pode chegar a 33 anos.

O idoso ainda foi indiciado pelo crime de posse ilegal de arma de fogo, podendo ter pena máxima de até 36 anos de prisão. Apenas Salvador está preso preventivamente e à disposição da justiça. Wesley recebeu liberdade provisória pela Autoridade Judiciária da Comarca de Seabra e também é investigado em outro inquérito pela prática de tráfico de drogas em Boninal. Jornal da Chapada com informações da Polícia Civil.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas