Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEconomiaMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Estudos de ampliação da oferta hídrica na sub-bacia hidrográfica do Rio Utinga devem durar oito meses

Serão obras para garantir a oferta de água em quantidade e qualidade para os diversos usos, beneficiando uma população de aproximadamente 45 mil habitantes nos municípios de Utinga, Wagner, Lajedinho e Andaraí.

A Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs) autorizou o início dos trabalhos para a elaboração dos estudos de ampliação da oferta hídrica na sub-bacia hidrográfica do Rio Utinga, na Chapada Diamantina. O estudo terá um prazo de execução de oito meses com o principal objetivo de identificar a possibilidade de construção de barragens de regularização e de nível na região. Serão obras para garantir a oferta de água em quantidade e qualidade para os diversos usos, beneficiando uma população de aproximadamente 45 mil habitantes nos municípios de Utinga, Wagner, Lajedinho e Andaraí.

“A Bahia enfrentou uma crise hídrica entre os anos de 2012 – 2018 que atingiu de forma contundente a região de Utinga, na Chapada Diamantina, com reflexos significativos na economia agrícola predominantemente sustentada pela irrigação. Ao longo desse período o Governo desenvolveu através de suas secretarias setoriais e órgãos vinculados, ações emergenciais de médio e longo prazo para amenizar os impactos. O início deste estudo marca o começo de um novo ciclo de transformação na vida de centenas de famílias baianas”, pontuou Leonardo Góes, titular da Sihs.

Em maio do ano passado, a Sihs já havia realizado antecipadamente trabalhos de campo para a elaboração de mosaico de ortofotos de alta resolução, utilizando drones para levantamentos planialtimétrico da área onde serão locadas as possíveis futuras barragens de nível, localizadas na calha do Rio Utinga.

A contratação da empresa que executará o projeto acontece a partir de um investimento de R$1.019.759,82. Os principais trabalhos a serem desenvolvidos compreendem a programação e estudos preliminares, estudos básicos, estimativas da disponibilidade hídrica superficial e subterrânea e a seleção das soluções para o aumento da disponibilidade hídrica. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios