CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal
Trending

“Pra mim nem deveria ter tido eleição”, diz Suíca sobre festas de final de ano e carnaval em Salvador

Suíca descreve ainda que perdeu amigos próximos para a covid-19 e não se sente a vontade para fomentar debates a respeito de festas, mesmo que elas sejam tradicionais para o povo e diz para onde esses recursos deveriam ir.

Contrário a qualquer tipo de festejos durante a pandemia do novo coronavírus no país, o vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT) criticou os debates encampados por grupos de empresários, prefeitura e moradores da capital sobre eventos de Natal, Réveillon e Carnaval. Nesta sexta-feira (27), o edil petista disse que o “país não tem o que comemorar” e que “a situação ficou insustentável”. Suíca ainda lembra que foi contrário até sobre a realização das eleições em plena crise sanitária e sugere para onde os patrocinadores da folia momesca deveriam investir seus recursos.

“Não tem o que se comemorar neste final de ano. Não teve nada que pudéssemos celebrar em 2020. O Brasil beira os 200 mil mortos por covid-19 e não é justo que ainda estejamos pensando em festas e em Carnaval. Isso só deve acontecer depois que a vacina contra essa doença mortal estiver disponível para todos e para todas. Lá atrás falamos que até as eleições não deveriam ocorrer durante a pandemia, mas quem decide é o Congresso e o Judiciário. Agora temos que correr para segurar o número de mortos diários com esse novo aumento de óbitos e de contaminados”, expõe o parlamentar soteropolitano.

Suíca descreve ainda que perdeu amigos próximos para a covid-19 e não se sente a vontade para fomentar debates a respeito de festas, mesmo que elas sejam tradicionais para o povo e diz para onde esses recursos deveriam ir. “A prefeitura deveria pegar os patrocinadores que assumiram pagar cachês de artistas caros para investimentos em educação, saúde e infraestrutura para ajudar a população a passar por essa crise. Sinceramente, não acho justo o que está acontecendo. Não se brinca com a vida das pessoas, o que vemos no país é um atentado, não é mais questão de consciência”, sintetiza. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios