CidadesCuriosidadesEsportesMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Cooperativa em Piatã se destaca na cafeicultura baiana por qualidade que levou a premiações internacionais

Os cafés da Coopiatã são vendidos em grão ou moído, seguindo a classificação de tradicional, gourmet, especial e superior, e são exportados para a Austrália.

A Cooperativa de Cafés Especiais e Agropecuária de Piatã (Coopiatã) é um dos maiores destaques da cafeicultura baiana no âmbito nacional e internacional. Nesta quarta-feira (14), Dia do Café, o governo estadual ressalta que a Bahia é o quarto estado maior produtor de café do país. Se destaca na produção do café tipo Arábica, no qual a Coopiatã foi revelação na produção do café de qualidade e foi premiada no principal concurso do mundo, o ‘Cup Of Excelence’.
 
Os cafés da Coopiatã são vendidos em grão ou moído, seguindo a classificação de tradicional, gourmet, especial e superior, e são exportados para a Austrália. A sua produção anual é de quatro a cinco mil sacas de café, comercializadas em nove marcas. Já o seu faturamento anual é de aproximadamente R$1,4 milhão, no qual rende uma média mensal de R$3 mil para cada cooperativado.
 
“Hoje, temos destaques nacionais de cafés produzidos por cooperativas apoiadas pelo Governo. Nesta semana, dizemos à Bahia e ao Brasil que, aqui, a agricultura familiar entrou com força nesse mercado tão competitivo, com qualidade e condições de disputar, em pé de igualdade, com grandes produtores e produtos”, declara Josias Gomes, secretário de Desenvolvimento Rural (SDR).

 
O governo estadual vem investindo em associações e cooperativas para diversificando a produção, melhorando a qualidade do produto e se estruturando para alcançar novos mercados do Brasil e do exterior. A Coopiatã e a Cooperativa Mista dos Pequenos Cafeicultores de Barra do Choça e Região (Cooperbac), são exemplos de resultados desse apoio, juntas as cooperativas somaram em 2020 cerca R$2,7 milhões em faturamento.

Outros 10 empreendimentos da agricultura familiar receberam recursos do projeto, possibilitando alavancar a produção e comercialização dos produtos, beneficiando mais 700 famílias. Já foram investidos mais de R$14 milhões no sistema produtivo do café desde 2015, pelo Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à SDR. Até 2022, expectativa é de que seja aplicado R$20 milhões no sistema produtivo do café na Bahia. 
 
Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios