CidadesCuriosidadesMenu PrincipalSaúdeTop
Trending

#Mundo: Variante delta causa mais sintomas em crianças mas não agrava casos, diz estudo; saiba quais são os sete sinais mais comuns

Nos grupos estudados, metade das crianças ficou doente por não mais do que cinco dias.

Um estudo preliminar realizado no Reino Unido aponta que a variante delta provocou um pouco mais de sintomas em crianças e adolescentes, sobretudo febre e dor de cabeça, mas não foi responsável por causar quadros mais graves de Covid-19. Tanto a infecção pela variante delta quanto por alfa foi marcada por curta duração e carga parecida de sintomas.

A pesquisa foi conduzida pelo mesmo grupo do do King’s College London que, no começo deste ano, concluiu que a variante alfa não gerou casos mais graves de Covid do que os provocados pelo “vírus original”, aquele identificado pela primeira vez em Wuhan.

Os novos dados sobre o impacto da delta foram publicados na quinta-feira (7) – ainda sem revisão por pares – no medRxiv, uma plataforma de pré-prints, prévias de estudos científicos que ainda aguardam publicação em revistas científicas.

Metodologia e apontamentos
Os pesquisadores fizeram a comparação entre dois grupos de crianças e adolescentes em idade escolar diagnosticadas com Covid-19: 694 infectados pela variante alfa entre o fim de dezembro de 2020 e o início de maio de 2021, e 706 infectados pela delta entre o final de maio e o início de julho.

As crianças infectadas pela delta tiveram um pouco mais de sintomas, sendo a dor de cabeça e a febre mais comuns.

Os sete sintomas prevalentes nos dois grupos (infectados com alfa e delta), segundo os pesquisadores, foram: dor de cabeça, fadiga, febre, perda do olfato, espirros, corrimento nasal e dor de garganta.

Para as crianças (5 a 11 anos) um sintoma que também foi mais relatado do que entre os adolescentes e a população em geral foi a dor na região dos olhos.

Os pesquisadores afirmam que a maioria dos sintomas teve duração igual ou inferior a dois dias. Entretanto, nos dois grupos, poucas crianças precisaram ser hospitalizadas e longos períodos de doença foram incomuns. Nos dois grupos, metade das crianças ficou doente por não mais do que cinco dias.

“Nossos dados sugerem que as características clínicas da Covid-19 causada pela variante delta em crianças são amplamente semelhantes ao quadro provocado por outras variantes”, concluíram os pesquisadores. Com informações do portal g1.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios