Policiais dizem a Rui Costa que confiam na permanência do diálogo

Postado em ago 16 2014 - 12:31pm por Jornal da Chapada
rui costa

Para Rui, que iniciou sua trajetória na luta sindical, a decisão de negociar é o primeiro ganho, por isso garantiu que estará sempre atento para evitar ruídos na comunicação e manter a boa relação conquistada com a categoria | FOTO: Reprodução |

Quatro entidades representativas dos policiais militares e bombeiros se reuniram, nesta sexta-feira (15), com Rui Costa, candidato a governador da coligação Pra Bahia Mudar Mais, em Salvador. O presidente da Associação dos Oficiais da PM – Força Invicta, tenente-coronel Edmilson Tavares, disse que o diálogo é ponto efetivo no atual governo e precisa ter garantias que a próxima gestão manterá esse direcionamento. “A polícia não tinha abertura em outros governos. Conseguimos isso com Jaques Wagner. Mas os policiais querem mais. Queremos que o próximo governador ouça as bases e faça acontecer, efetivando, as nossas pautas”, afirmou o militar no encontro, que aconteceu no comitê central da coligação. O sargento Pinto, da Associação de Praças da Polícia Militar da Bahia (APPM) concordou com Tavares, ressaltando que um forte da gestão de Jaques Wagner é a abertura para o diálogo.

“Tivemos direitos adquiridos reparados. Os avanços são reais, mas as negociações não se esgotam. Queremos que as portas continuem abertas”. Também estiveram presentes a Associação Beneficente dos Sargentos, Subtenentes e Oficiais (ABSSO) e Associação 2 de Julho, que representa os bombeiros. Rui se comprometeu a ser um governador próximo dos policiais. “Em relação aos servidores de todas as categorias, foi iniciado um novo tempo na Bahia. Até 2007, associações e sindicatos sequer eram recebidos. Pautas de negociações eram protocoladas na portaria da Governadoria”, lembrou o candidato, dizendo que essa página foi virada. “Hoje há o reconhecimento das entidades e o diálogo é e continuará permanente”.

Para Rui, que iniciou sua trajetória na luta sindical, a decisão de negociar é o primeiro ganho, por isso garantiu que estará sempre atento para evitar ruídos na comunicação e manter a boa relação conquistada com a categoria. Durante a gestão da oposição, alguns policiais chegavam a receber remuneração abaixo do salário mínimo, fato corrigido ainda no primeiro ano do Governo Wagner. “O governador implantou a gratificações por titulação, por acúmulo de função, incentiva a capacitação continuada”, lembrou Rui. O candidato ressaltou que na atual gestão os policiais tiveram expressivos ganhos salariais e melhores condições de trabalho. “Antes de 2007, alguns policiais tinham remuneração abaixo do salário mínimo, fato corrigido ainda no primeiro ano do governo”, destacou. “Hoje os servidores têm gratificação por titulação, acumulo de função e ganharam aposentadoria mais justa”.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.