Pular para a barra de ferramentas
CidadesCulturaCuriosidadesMenu Principal

Chapada: Beleza histórica e natural de Rio de Contas atrai turistas durante todo ano

contas
Cidade mais antiga da Chapada Diamantina é situada a 760 km de Salvador. Trilhas ecológicas e casario colonial são atrativos do município baiano | FOTO: Reprodução/Portal G1 |

Cidade histórica da Chapada Diamantina, Rio de Contas é um dos destinos turísticos da Bahia que atrai visitantes não só por conta das belezas naturais e pelas trilhas ecológicas, mas também pela memória preservada pelo casario colonial mais bem conservado da região. Situada a 620 quilômetros de Salvador, Rio de Contas foi a primeira cidade criada da Chapada Diamantina, em 1723, ainda como vila, segundo o IBGE. Porém, dados históricos apontam que a região começou a ser povoada por escravos fugidos da costa baiana, em 1687. Durante todo o ano, Rio de Contas recebe turistas, como na festa de Corpus Christi e Festival da Primavera, que chegou a 2ª edição este ano. Mas é no período do carnaval que a cidade tem o maior número de visitantes. São moradores de municípios vizinhos, como Brumado, Vitória da Conquista, Livramento de Nossa Senhora, ambos situados no sudoeste do estado, assim como turistas de outros lugares do país.

fotos
Casario colonial preserva memória da cidade | FOTO: Arquivo |

Este ano, o carnaval começa na quinta-feira, 12 de fevereiro, com o tradicional baile Vermelho e Preto, que ocorre no bar e restaurante chamado “Quintal”, e segue de sexta (13) até a terça-feira (17) com bandas de axé em um palco montado na praça onde fica localizado o Fórum da Cidade, antiga Casa de Câmara e Cadeia. Também ocorrem shows em palco alternativo localizado próximo à Igreja da Matriz, a poucos metros do local principal da festa. Nesse período, pousadas e hotéis ficam lotados, assim como os moradores da cidade aproveitam para ganhar renda extra com aluguel de casas. Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) desde na década de 1980, o conjunto arquitetônico da cidade reserva aos turistas um passeio cultural marcado pela singularidade da área urbana.

Entre os cartões-postais do município está a Igreja de Santana, construída por escravos no século XIX, mas que não chegou a ser concluída por causa do fim da escravidão. O clima da cidade, por conta dos 1.200 metros de altitude, é agradável e registra baixas temperaturas durante o inverno. Já no verão, o dia é mais quente, com temperatura média de 25ºC. Entre os principais passeios turísticos da cidade está o Pico das Almas, um dos pontos mais altos da Bahia, com quase 2.000 metros de altitude e com vasta área verde e onde foram catalogadas mais de 1.200 espécies de plantas, entre elas mais de 100 são endêmicas, que só existem nessa região.

contas
Igreja de Santana foi construída no século XIX | FOTO: Arquivo |

A Cachoeira do Fraga, outro principal cartão-postal da cidade é formada por duas quedas e com piscinas para banho; há também o Poço das Andorinhas, onde ficam diversos poços e pequenas cachoeiras para banho; e o Rio da Água Suja, local propício para acampamentos e que possui um rio escuro, mas límpido. Outros pontos turísticos que são destaque na região são o Pico do Itobira, Pico do Barbado, Ponte do Coronel, Estrada Real, construída por escravos há mais de 300 anos, e Poço do Ouro.

fraga
Cachoeira do Fraga, em Rio de Contas | FOTO: Reprodução/Paulo Nunes Jr |

Como chegar
Partindo de Salvador, pegue a BR-324 até a cidade de Feira de Santana. De lá, siga pela BR-116, passando pelas cidades de Milagres, Nova Itarana, Planaltino, Maracás, Contendas do Sincorá, Sussuarana, Brumado, Livramento de Nossa Senhora e por final Rio de Contas. O percurso total aproximado é de 620 km. A outra opção saindo da capital baiana é também pela BR-324, até a cidade de Feira de Santana. De lá, siga pela BR-116 até o entroncamento para a cidade de Itaberaba, daí em diante siga pela BR-242, até a cidade de Itaberaba, continue seguindo para a cidade de Seabra. De lá, pegue o entroncamento para a cidade de Boninal, já pela BA-148, passando pelas cidades de Piatã, Abaíra e Jussiape. Em seguida, pegue estrada para a cidade de Rio de Contas. O percurso total aproximado é 700 km.

Onde ficar
Entre as opções de hospedagem estão pousadas e hotéis de luxo, como o Resort San Felipo, assim como casas são alugadas na região, principalmente no período do carnaval. As diárias ficam em torno de R$ 70 a R$ 200, a depender do local e da estação.

Confira alguns estabelecimentos

San Felipo Hotel
(77) 3475.2025 | 3475.2567
site: hotelsanfelipo.com.br

Hotel Maia
(77) 3475 – 2099
site: maiahotel.com.br

Pousada Pérola do Rio
(77) 3475-2191

Pousada Rio de Contas
(77) 3475-2090

Pousada da Rosa
(77) 3475-2188

Raposo Chalé
(77) 3475-2111

Matéria extraída na íntegra do Portal G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios