CidadesCuriosidadesMenu Principal

Inema e Embasa promovem treinamento para Monitoramento de Barragens em tempo real

barragem
O projeto foi desenvolvido em parceria com a Embasa, já que o objetivo é o monitoramento dos principais reservatórios de abastecimento de água para Salvador e Região Metropolitana | FOTO: Reprodução |

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) realiza, entre os dias 3 e 6 de novembro, um treinamento nas funcionalidades dos equipamentos para Monitoramento da Qualidade das Águas adquiridos para serem instalados nos reservatórios que abastecem Salvador e Região Metropolitana. A realização vem sendo dividida entre as etapas teórica e pratica, sendo que a primeira etapa (dias 3 e 4) aconteceu no auditório da Embasa, e a parte prática (dias 5 e 6) está sendo feita junto às instalações dos equipamentos. O projeto faz parte do Programa do Desenvolvimento Ambiental (PDA), financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema). O mesmo fruto de uma proposta da Coordenação de Monitoramento do Inema aprovada pelos gestores do contrato.

A ideia, segundo o coordenador Eduardo Topázio, é integrar a missão institucional do órgão de monitorar os recursos hídricos em geral, fornecendo um serviço de ponta a região com maior concentração populacional do estado e consequentemente, com os mananciais com maior risco ambiental. “Adicionalmente forneceremos informação rápida ao maior usuário destes mananciais, que é a empresa de saneamento do estado, a Embasa, melhorando as condições para gestão de controle no uso desta água”, disse Topázio.

De acordo com a técnica da Hérica Coelho, a ideia do projeto começou há alguns anos “O desenvolvimento exigiu um esforço e um período grande de trabalho, com desenvolvimento e reuniões. Agora estamos conseguindo instalar os equipamentos que são compostos por sondas multiparâmetros, datalogger e sistema de alimentação autônoma que vão monitorar nove parâmetros. Os dados serão transferidos via telemetria. É um monitoramento remoto realizado por equipamentos os quais e chamamos carinhosamente de UMR (Unidades de Monitoramento Remota)”, ressaltou a técnica.

O projeto foi desenvolvido em parceria com a Embasa, já que o objetivo é o monitoramento dos principais reservatórios de abastecimento de água para Salvador e Região Metropolitana (Joanes, Ipitanga, Santa Helena e Pedra do Cavalo). “Como os equipamentos adquiridos são novos e inéditos a sua utilização no estado, os técnicos que operarão o sistema precisam se preparar para operação, portanto foi proposto um treinamento para ajudar aos profissionais, tanto da Embasa como do Inema”, comentou Coelho.

Especialistas e técnicos das duas instituições participarão, nos dias 5 e 6 de novembro, das atividades de campo para aprender na prática a realizar a calibração e manutenções preventivas nos equipamentos. Além dessas atividades, os técnicos da Embasa também darão suporte na área de guarda e de conservação desses equipamentos.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas