CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo

Chapada: Fazer a trilha do Garimpo requer coragem e gosto pela adrenalina

ftp
Essa expedição é considerada de nível de intensidade alta | FOTO: Reprodução/blog Altitude Latitude |

A trilha do Garimpo, que consiste em visitação às Cachoeiras do Ancorado, Samuel e Garapa, é ideal para quem gosta de aventura, é viciado em adrenalina e tem bom preparo físico. Em meio a um ambiente de mata fechada, os trilheiros percorrem longas distâncias e descidas íngremes em fendas, é possível desfrutar de cachoeiras incríveis e ter uma experiência única. Haverá vagas para essa viagem entre os dias 12 e 15 de maio com a equipe da Altitude Latitude altitudelatitude.blogspot.com.br.

foto56
Haverá vagas para essa viagem entre os dias 12 e 15 de maio com a equipe da Altitude Latitude | FOTO: Reprodução/blog Altitude Latitude |

Essa expedição é considerada de nível de intensidade alta. O pernoite é feito em tocas ou acampamento rústico, saindo do Vale do Capão, pelo Bomba rumo a Serra da Moitinha. Depois se caminha pela lateral do Morro Branco do Capão até chegar à primeira parada para descanso, na Toca da Pingueira. A trilha segue até o visual incrível da cachoeira do Ancorado por cima. Em seguida chega a hora de descer a Fenda do Sucesso. Esse é um dos pontos altos da aventura. Depois se segue até a passagem do ”Buraco da Vovó”, trecho que exige muita atenção.

A recompensa pelo esforço é deleitar-se nas águas do poço da cachoeira do Ancorado, também conhecida por outros nomes, como Cachoeira Engrunada, Cachoeira dos Uivos ou Cachoeira do Macaco Louco, nome dado devido a grande quantidade de macacos Bugios (Alouatta) que habitam o vale do ancorado. O primeiro dia se encerra com o pernoite em acampamento Jangal, próximo à cachoeira.

O segundo dia de expedição segue descendo o Rio Ancorado e fazendo uma parada na Ilha Grande do Ancorado para um lanche. Logo após os caminhantes atravessam a serra, rumo ao Rio Roncador, até chegar à Cachoeira do Samuel. O visual da cachoeira é incrível, de tirar o fôlego com seus 100 metros de queda d’água.

O pernoite é feito na Toca do Brigadeiro. Dando continuidade ao trekking, no terceiro dia há a subida até o Garimpo Antigo, trilhando até a Cachoeira do Garapa e Garapinha, onde será feita pausa para lanche. O dia se encerra com a volta à toca do Brigadeiro. O quarto e último dia é gasto descendo a foz do Rio Garapa rumo a Andaraí. Jornal da Chapada com informações do blog Altitude Latitude.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios