Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica
Trending

“Rui deu mais um presente de Natal indigesto aos servidores”, diz deputado sobre PEC da Previdência

Targino Machado pontua que a oposição não é contra a reforma; entretanto, ele destaca que os servidores já sofrem com a falta de valorização do governo e, agora, serão novamente penalizados.

O deputado estadual Targino Machado (Democratas), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), afirmou que o governador Rui Costa (PT) deu mais um ‘presente de grego’ aos servidores neste final de ano, ao comentar sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera a Previdência dos funcionários públicos estaduais. Segundo Targino, Rui chega ao final de 2019 da mesma forma que terminou 2018: “com um pacote de maldades para os servidores e para a Bahia”.

O deputado pontua que a oposição não é contra a reforma, uma vez que a Previdência da Bahia tem um déficit superior a R$ 4 bilhões e, se nada for feito, o rombo pode comprometer fatalmente as contas do estado. Entretanto, o líder da oposição destaca que os servidores já sofrem com a falta de valorização do governo e, agora, serão novamente penalizados.

“O governador decidiu fazer, com esta PEC, tudo aquilo que ele criticou na reforma da previdência aprovada no Congresso. Entre os pontos está o aumento da idade mínima de aposentadoria para mulheres (de 60 para 62 anos). Além disso, prevê que aposentados e pensionistas passem a contribuir com a Previdência. Ora, os servidores estão há cinco anos sem reajuste, nem mesmo a reposição da inflação, e agora o governador quer penalizá-los ainda mais. Na prática, aposentados e pensionistas terão redução de salário”, ponderou o deputado.

O democrata voltou a criticar o discurso do governador que, na campanha do ano passado, se disse contra a reforma e, este ano, mudou o posicionamento. “Rui tem tentado jogar para a plateia, fazendo um discurso muito conveniente de apoiar e não apoiar a reforma a depender do momento e da situação. Por sorte, essa estratégia não tem dado certo”, disparou Targino.

Ele ainda lembrou que, no final de 2018, Rui mandou para a ALBA um projeto que elevou de 12% para 14% a alíquota de contribuição dos servidores para a Previdência. Além disso, o governador reduziu os repasses do governo para o Planserv. Agora, este ano, além da PEC, o petista mandou para o Legislativo um projeto que cria novas taxas estaduais, até mesmo para vendedores ambulantes. “Parece que Rui quer ficar marcado como o governador dos presentes de Natal indigestos”, ironizou. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios