AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal
Trending

#Salvador: Polícia já ouviu três testemunhas das mortes de duas mulheres no bairro do Curuzu na capital baiana

De acordo com a versão apresentada pela guarnição, a equipe foi verificar uma denúncia de veículo com restrição, mas o suspeito, que estava dentro do carro, tentou fugir e atirou.

O inquérito policial que apura as mortes de Viviane Soares, 32 anos, e Maria Célia Santana, 69, já conta com relatos de três testemunhas. A investigação conduzida pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa também coletou depoimentos de três policiais envolvidos na ação, que terminou com as duas mulheres atingidas.

De acordo com a versão apresentada pela guarnição, a equipe foi verificar uma denúncia de veículo com restrição de roubo no bairro do Curuzu, na última sexta-feira (4), mas o suspeito, que estava dentro do carro, tentou fugir e atirou. Segundo o relato dos policiais, nesse momento houve o revide. O homem não foi encontrado. As mulheres foram encontradas atingidas e socorridas para o Hospital Ernesto Simões pelos policiais.

“Nosso objetivo é apurar com rigor e clareza o que aconteceu e responsabilizar os culpados, sejam eles quem forem. O local da ação passou por perícia. Nada ficará sem esclarecimentos, pois não compactuamos com excessos, principalmente os que resultam em morte de inocentes. Polícia pode ser eficiente sem ser violenta”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino. Disse ainda que se solidariza com a dor de familiares e amigos das vítimas e que todas as medidas serão adotada para esclarecer o caso.

De acordo com o delegado Marcelo Calmon, que preside o inquérito, foram recolhidos estojos no local dos disparos, entre outros materiais, como fragmentos de projéteis. “Também estamos aguardando o resultado de alguns laudos técnicos para esclarecer o caso”, afirmou. As informações são de assessoria.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios