Bahia se insere na mobilização contra tráfico de pessoas e lança campanha

Postado em jul 7 2015 - 3:23pm por Jornal da Chapada
foto1

Segundo o secretário Geraldo Reis, no país, mais de 30 crimes têm relação próxima com o que chamamos de tráfico de pessoas | FOTO: Reprodução |

A versão baiana da campanha internacional Coração Azul será lançada pela Secretaria da Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) na manhã desta quarta-feira (8), no auditório do Ministério Público, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. O órgão programou diversas atividades voltadas à prevenção e combate ao tráfico de pessoas, como a palestra do procurador do Ministério Público do Trabalho, Ilan Fonseca, sobre o tráfico de pessoas para fins de trabalho escravo. A cerimônia terá a participação de representantes do poder público, da sociedade civil e de artistas que aderiram à ação.

Atividades de cunho preventivo sobre os riscos e as diversas modalidades do tráfico de seres humanos serão realizadas pelo Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da Bahia (NETP-BA), da SJDHDS. Haverá palestras, seminários e a exibição de filmes sobre casos de vítimas do crime que atinge mulheres, homens e crianças. Também estão previstas capacitações voltadas para públicos estratégicos e ações de sensibilização.

Segundo o secretário Geraldo Reis, no país, mais de 30 crimes têm relação próxima com o que chamamos de tráfico de pessoas, não apenas os vinculados à prostituição ou outra forma de exploração sexual. Um bom exemplo disso são as práticas vinculadas ao tráfico de drogas, as adoções ilegais de crianças e adolescentes, a falsificação de papéis públicos, o trabalho análogo à escravidão, entre outras.

“Com a campanha, estamos promovendo a conscientização sobre estas práticas e seu caráter prejudicial aos Direitos Humanos de diversas populações estratégicas, além de articular entes públicos e a sociedade civil na estruturação de estratégias para o seu combate”, enfatiza Reis.

Forma de exploração que consiste na privação de liberdade do indivíduo por meio de coerção, submetendo pessoas a condições degradantes de trabalho e exploração, o tráfico humano é um crime que vitima 2,4 milhões de pessoas no mundo, segundo dados das Nações Unidas de 2012. “O tráfico conta com uma rede de aliciadores extremamente articulada que desafia nações de todo o mundo”, diz o coordenador do NETP-BA/SJDHDS, Admar Fontes.

Campanha Coração Azul
A campanha internacional Coração Azul foi criada pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc) com o propósito de inspirar pessoas e mobilizar apoio para o combate ao tráfico de pessoas por meio das organizações internacionais, governos, sociedade civil, setor privado e cidadãos. Além do Brasil, outros 10 países aderiram.

No Brasil, o conceito da campanha nacional é ‘Liberdade não se compra. Dignidade não se vende. Denuncie o Tráfico de Pessoas’ e tem como madrinha a cantora Ivete Sangalo. Na Bahia, o cantor Tatau é o padrinho da campanha, e vários artistas apoiam vestindo a camisa Azul. Mais detalhes da campanha podem obtidos pelo site da secretaria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.