CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal

Chapada: Sindicato pressiona e Câmara de Vereadores deve instaurar CPI em Várzea Nova

foto
Quatro vereadores de Várzea Nova, na Chapada Diamantina, assinaram a favor da criação da CPI | FOTO Reprodução/Site da Câmara |

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Várzea Nova (Sismuvan) pressionou e a Câmara de Vereadores deve instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquéritos para investigar possíveis irregularidades na Caixa de Previdência. A informação foi confirmada pela direção do sindicato, por meio de nota à imprensa. Essa decisão, segundo a nota, partiu do assessor jurídico do Sismuvan, João Requião, que fez uso da tribuna livre, solicitando o apoio da Casa Legislativa. “[Ele] obteve de imediato o respaldo necessário para abertura da CPI”, aponta a sindicalista Marta Carneiro de Souza Oliveira.

De acordo com a presidente do Sismuva, o requerimento solicitando a CPI foi assinado pelos edis Judenilson Bonfim, Maria da Conceição (PT), Paulo do Mulungu (PDT) e Val da Piscina (PDT). “Vale ressaltar ainda, que esta indignação foi fruto da insatisfação dos servidores com o tratamento que vem sendo dado pela atual gestão no que se refere às suas demandas, sendo as mais gritantes a alteração da lei que trata do estatuto do servidor público e o piso salarial dos agentes comunitários de saúde e endemias [ACS e ACE]”, completa Marta Carneiro

A direção do sindicato ainda salienta que foram protocolados diversos ofícios na tentativa de dialogar com a gestão do prefeito Dion Avelino (PSD) e, até o momento, não houve uma resposta para formar mesa de negociação para apresentar resoluções das reivindicações. “É preciso lembrar que a Lei 12.994/2014, que trata do piso salarial dos ACS e ACE está em vigor desde junho do ano passado e ainda não foi cumprido em Várzea Nova”.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios