Bahia: Governo amplia Programa de Saúde Mental no Planserv

Postado em fev 21 2016 - 10:43am por Jornal da Chapada
foto6y

O programa disponibiliza a internação psiquiátrica, que oferece acompanhamento multiprofissional, oficinas terapêuticas, atendimento psiquiátrico e psicológico | FOTO: Reprodução/Arquivo |

Mais de 475 mil procedimentos, entre seções de psicoterapia, consultas psiquiátricas, diárias em hospital dia e internações, foram realizados no âmbito do Programa de Saúde Mental do Planserv em 2015. Para atender a uma média de 5,4 mil pacientes com sofrimento psíquico, a Assistência à Saúde dos Servidores Estaduais investiu cerca de R$ 7,8 milhões no último ano.

A ampliação do número de atendimentos paralela à redução de custos – em 2014, o custo médio do programa foi de R$ 9,8 milhões – foi possível graças à adoção de um conjunto de ações de racionalização dos gastos. “Um minucioso estudo que realizamos internamente, seguido de mudanças gerenciais, nos permitiu fazer mais com menos. Seguindo esta tendência, o Programa de Saúde Mental vai avançar este ano tanto na capital quanto no interior”, anunciou a coordenadora geral do Planserv, Cristina Cardoso.

Neste primeiro semestre de 2016, os beneficiários do bairro de Cajazeiras, em Salvador, e do município de Vitória da Conquista, no sudoeste do Estado, serão beneficiados pelo programa do Planserv com a disponibilização de unidades de saúde mental. O mais recente serviço da especialidade habilitado pelo programa foi o da Clínica Quiron (Bravis Serviços Médicos), de Feira de Santana, credenciado em janeiro.

Qualidade de vida
Iniciado em 2009, o Programa de Saúde Mental do Planserv, que funciona nas modalidades de atendimento ambulatorial, hospital-dia e internação psiquiátrica, segue as diretrizes e princípios da Reforma Psiquiátrica Brasileira. “O objetivo maior é proporcionar aos pacientes e a seus familiares um tratamento humanizado e adequado, para garantir mais qualidade de vida”, resumiu Cristina.

Para a aposentada Constança Souza, 72 anos, este objetivo foi atingido. Ela estava em depressão profunda, mas desde que passou a ser acompanhada por equipe multidisciplinar através do programa, teve uma evolução surpreendente. Segundo sua filha, Roberta Souza, consultas a excelentes profissionais e o desenvolvimento de atividades como teatro, dança, pilates e palavras cruzadas foram responsáveis pelo que classifica como “recuperação fantástica” da mãe. “Falta pouco para ela ficar 100%, apenas precisa engordar um pouco (se alimentar melhor) e dispensar o uso de fraldas descartáveis. Por isso, ela continua o tratamento, mas ela mesma já se reconhece ‘curada’”, contou.

Como funciona
No nível ambulatorial, o beneficiário do Planserv com sofrimento psíquico leve a moderado é acompanhado através de psicoterapia e consultas psiquiátricas, quando necessário, reduzindo a demanda por serviços de urgência/emergência e internações psiquiátricas. Oito clínicas estão credenciadas neste nível de atenção, com mais de 90 profissionais cadastrados.

Já o beneficiário com sofrimento psíquico grave e persistente recebe acompanhamento multiprofissional diário e aberto em hospital-dia. Além disso, a família também recebe suporte, com atendimento multidisciplinar. “A participação da família é muito importante. Os familiares precisam entender o processo pelo qual o paciente com transtorno está passando, para que possa ajudá-lo da melhor forma possível”, explicou a coordenadora de Gestão de Projetos de Saúde (CGPS), Ângela Nolasco. Atualmente, cinco clínicas estão credenciadas para atendimento nessa modalidade, três em Salvador, uma em Lauro de Freitas e outra em Feira de Santana.

Como último recurso terapêutico, para os beneficiários com transtorno mental grave que vivenciam um momento de crise, o programa disponibiliza a internação psiquiátrica, que oferece acompanhamento multiprofissional, oficinas terapêuticas, atendimento psiquiátrico e psicológico, assistência de enfermagem e assistência social, visando a estabilização dos sintomas e retorno ao convívio social o mais breve possível. Atualmente duas clínicas estão credenciadas para atendimento nessa modalidade, sendo uma específica para tratamento da dependência química.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.