Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

Senador Walter Pinheiro diz que não irá para o grupo do prefeito ACM Neto

fo
O político baiano ainda diz que vai apoiar a reeleição do governador Rui Costa, em 2018 | FOTO: Divulgação |

O senador Walter Pinheiro, sem partido desde a semana passada quando deixou o PT, descartou desembarcar no grupo do prefeito ACM Neto (DEM). Em entrevista ao jornal Valor Econômico nesta segunda-feira (4), Pinheiro defendeu a reeleição do governador Rui Costa (PT), afirmou que ainda não decidiu o seu futuro partidário e não rejeitou a possibilidade voltar a trabalhar no setor de telecomunicações, onde atuava antes a vida política. “Não morrerei se não for disputar uma reeleição ao Senado”, disse.

Sobre uma possível aliança com o prefeito de Salvador, Pinheiro deixou claro que “não há menor hipótese”. “Qualquer posição partidária que eu venha a assumir terá como regra estar bem longe desse caminho”, ressaltou. O ex-petista disse ainda que chance de ser candidato a governador é “zero”. “Meu próximo passo vai honrar compromissos que assumi. E se eu for para algum lugar, tenho obrigação de estar no mesmo campo que o governador Rui Costa. Defenderei sua reeleição”, pontuou.

Pinheiro garantiu que a Operação Lava Jato não influenciou a sua decisão de deixar o PT. “Esse elemento não foi determinante, porque as pessoas amanhã podem ser inocentadas. O que pesou foi a impossibilidade de atuar”, falou. “Estava ficando até um mal estar com colegas como o líder Humberto Costa, de quem eu gosto muito, porque ele orientava uma coisa e eu votava contra. Então optei por não ter mais o carimbo do PT. Mas ninguém pense que fiz isso dando risada ou festejando”, acrescentou. As informações são do site Política Livre.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios