CidadesCuriosidadesEsportesMenu Principal

Edição do ‘SUPExpedição’ leva quatro dias para ser concluída em trajeto na Chapada Diamantina

foto67
Os aventureiros tiveram o acompanhamento de duas canoas, que foram junto levando os acompanhantes e equipe de apoio | FOTO: Divulgação/Jeane Marilá|

A segunda edição da ‘SUPExpedição Chapada’ durou quatro dias com intensas atividades para os participante. O evento foi uma viagem de Stand Up Paddle (SUP), espécie de híbrido entre prancha e caiaque, em que o praticante rema de pé, pelas águas da Chapada Diamantina.

Os participantes aproveitaram para curtir a cultura, gastronomia, trilhas e tudo mais que o tempo os permitiu. “Remar na Chapada requer um planejamento prévio. Isso porque além das muitas possibilidades de atrativos, alguns acessos não são tão simples para chegar de carro sem a presença de um guia experiente”, diz texto enviado ao Jornal da Chapada sobre a atividade intitulada de ‘Trip Expedition’.

Confira mais imagens:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Existe toda uma logística que deve ser pensada e traçada antes para que a sua viagem dê certo e também para que você não fique “preso” a um roteiro turístico comercial. A ajuda do biólogo Pedro Fonseca foi decisiva para isso. Além de organizar toda parte do roteiro antes, ele foi quem levou os praticantes para conhecer lugares novos, diferentes do que fizeram no ano passado.

Eles passaram pelo Marimbus, em trip iniciada pelo Remanso. Duas canoas foram junto levando os acompanhantes e equipe de apoio. Apesar de alguns trechos estarem bastante secos a remada foi tranquila. Depois passaram pelo Rio Santo Antônio, pegando trechos do Paraguaçu e foram até o Olho d´água. A aventura aconteceu no mês de abril.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios