Pular para a barra de ferramentas
AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Implantar os Sistemas de Cultura promoverá uma revolução, diz o vice-presidente do CEC

foto676
Conselheiro Emílio Tapioca é vice-presidente do Conselho | FOTO: Ascom CEC |

Ativista cultural e ambiental, um eterno defensor da Chapada Diamantina e do aprimoramento da gestão cultural das cidades do interior da Bahia. Esse é o vice-presidente do Conselho Estadual de Cultura, Emílio Carlos Ribeiro Tapioca.

Nascido em Salvador, o reconhecimento do seu trabalho rompeu as fronteiras da capital e segue espalhado por diversos municípios para onde leva sua militância. Considerando-se eterno aliado da Lei Orgânica da Cultura e do Plano Estadual de Cultura, o conselheiro entende que a pasta da Cultura, nos três âmbitos de governo, precisa ser fortalecida a partir de marcos legais.

“É necessário avançar a partir de ações com possibilidade de romper, em todas as esferas de gestão, com o assistencialismo barato do balcão cultural”, afirma. Em entrevista ao Portal do CEC, o vice-presidente discorre a respeito de temas como fomento à cultura, dificuldades de gestão na crise econômica e as políticas territoriais de cultura. As informações são da Secult-Ba.

Clique e leia a entrevista completa.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios