CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu Principal

Estudantes da rede estadual participam da Olimpíada Brasileira de Matemática

foto67
Para um bom desempenho no exame, os professores também se colocam à disposição dos estudantes para trabalhar na sala de aula questões disponibilizadas pelo site da Obmep | FOTO: Suami Dias |

O gosto pela Matemática levou muitos estudantes da rede estadual de ensino a participarem, nesta terça-feira (7), da primeira fase da 12ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep 2016). Organizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), o exame foi realizado em diversas escolas da rede estadual, com o objetivo de revelar e estimular talentos, além de incentivar o estudo da Matemática em todo país.

O Colégio Estadual Deputado Manoel Novaes, no bairro do Canela, em Salvador, foi uma das escolas inscritas. Os estudantes da unidade fizeram a prova com bastante entusiasmo. “Acredito que a Matemática é uma das bases do conhecimento, por isso tenho muito interesse pela disciplina e na escola encontro professores que nos inspiram bastante”, comenta Rafael Santana, 15 anos, aluno do 1º ano.

Com a vontade de cursar o ensino superior em Engenharia Mecatrônica, Kelvin Santos, 16, estudante do 3º ano, ressaltou a motivação em participar da Olimpíada. “Eu sou apaixonado por cálculos e raciocínio lógico, e muito inspirado pelo Pitágoras, que apesar de ser um matemático buscava outros tipos de conhecimento que podem contribuir com a área que quero fazer”.

Incentivo
Na sua quinta participação, Daiane de Carvalho, 17, aluna do 3º ano, destaca a importância do incentivo da disciplina na escola. “Gosto muito de Matemática e apesar de ainda não ter passado da primeira fase nas edições que participei, percebo uma melhora no meu desempenho. Também quero cursar licenciatura em Química e as olimpíadas me ajudam bastante”.

Para um bom desempenho no exame, os professores também se colocam à disposição dos estudantes para trabalhar na sala de aula questões disponibilizadas pelo site da Obmep. “Na medida do possível, vamos intercalando a grade curricular, com os assuntos direcionados às Olimpíadas. A boa notícia é que a organizadora já tem um projeto para incluir professores que trabalharem com os alunos interessados em horários alternados. Isso deve acontecer a partir de 2017”, explica a professora de Matemática, Marluce Brasil.

Obmep
Os estudantes classificados para a segunda fase farão uma prova, no dia 10 de setembro, composta de seis questões dissertativas, onde devem expor os cálculos e o raciocínio utilizado nas respostas. As provas desta fase, que define o resultado final, são aplicadas em locais definidos pela coordenação da Obmep e corrigidas por professores indicados pelo Impa. No dia 30 de novembro, os resultados serão divulgados na página da Olimpíada na internet.

Aos medalhistas será oferecida a oportunidade de participar do Programa de Iniciação Científica Júnior (PIC-Obmep), que será realizado em 2017. O aluno com participação regular no PIC tem direito a uma bolsa de Iniciação Científica Jr. do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI). Também são premiados pela Olimpíada professores, escolas e secretarias de educação de municípios que se destacam em razão do desempenho dos alunos.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios