CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

Suíca afirma que Sindilimp auxilia governo a resolver situação dos terceirizados na Bahia

fo6o
O vereador, Luiz Carlos Suíca, e a coordenadora geral do Sindilimp, Ana Angélica Rabello | FOTO Divulgação |

O vereador de Salvador e membro do Sindicato dos Terceirizados em Limpeza da Bahia (Sindilimp-BA), Luiz Carlos Suíca (PT), disse, nesta quarta-feira (29), que o sindicato tem buscado garantir os direitos dos trabalhadores e que o governo tem se organizado para que isso aconteça efetivamente. De acordo com o petista, em reunião na última terça-feira (28), a coordenadora-geral do Sindilimp, Ana Angélica Rabello, destacou o esforço do atual secretário de Educação, Walter Pinheiro, para solucionar as questões envolvendo os prestadores de serviços.

“Todas as outras Secretarias deveriam fazer o mesmo e buscar se organizar para cumprir suas prerrogativas em relação aos terceirizados. O papel de Pinheiro é de suma importância, quero lembra que nós tivemos uma crise dessa no governo de Jaques Wagner e foi junto com a Secretaria de Planejamento, comandada por Pinheiro, que conseguimos resolver. Isso reforça nossa tese de que os sindicatos precisam ser ouvidos. Melhor ouvir que mandar prender. A gente não pode esquecer também que a desarticulação da quadrilha que deu base para a operação ‘Jaleco Branco’ teve atuação direta dos sindicatos, inclusive o Sindilimp”, salienta Suíca.

O vereador reconhece que é um momento difícil da economia e que o Sindilimp tem feito o seu papel de auxiliar a gestão e pede a garantia de pais e mães de família em seus postos de trabalho. “Não podemos admitir que pessoas com 25 anos de prestação de serviço ao Estado sejam demitidas sem nenhum critério. Então o secretário Pinheiro está cumprindo um papel que a OIT [Organização Internacional do Trabalho] determina: em caso de demissão em massa, o sindicato da categoria pode até não reverter, mas tem de ser ouvido”.

A reunião da última terça-feira (28), o Sindilimp e o secretário Pinheiro falaram do papel desempenhado pelos prestadores de serviços nas escolas estaduais da Bahia. O titular da pasta destacou o compromisso para quitar todas as parcelas dos contratos e exigir das empresas que façam o imediato pagamento das parcelas que correspondem aos trabalhadores. “Que este ato conte com a presença firme, como tem sido praticado até aqui, da coordenadora do Sindilimp, acompanhando e fiscalizando”, disse em nota divulgada pela Secretaria de Educação.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios