AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Salvador recebe espetáculo infantil curitibano no final de agosto

alice
O espetáculo infantil “O Homem do Banco Branco e a Amoreira” terá quatro apresentações em Salvador, no SESC SENAC Pelourinho, em agosto | FOTO: Alice Rodrigues |

A Minha Nossa Cia de Teatro de Curitiba (PR) traz para Salvador o espetáculo infantil O Homem do Banco Branco e a Amoreira. As apresentações acontecerão no SESC SENAC Pelourinho, nos dias 19, 10h e 15h, e 20 de agosto de 2016, 16h e 18h. No dia 19 serão exclusivas para escolas e instituições públicas pré-agendadas. E, no dia 20, abertas à comunidade em geral com ingressos a R$10 e R$5,00. Visando a acessibilidade e fruição de todos os públicos nas apresentações, serão disponibilizados narradores em áudio descrição e interpretes de libras. Na recepção, o público será receberá torradas e geleia de amora para que possa sentir o primeiro gostinho do espetáculo.

Com direção de Talita Neves, O Homem do Banco Branco e a Amoreira, conta a história de um homem que espera seu amor perdido nos trilhos do tempo para juntos compartilharem os frutos da amoreira. Trata-se de um espetáculo desenvolvido para crianças, a partir do pressuposto de que são seres sensíveis capazes de fruir uma obra de arte como agentes fundamentais e ativos do acontecimento teatral. A peça expressa o ambiente lúdico e às possibilidades imaginativas utilizando-se de poucos signos, com figurinos e cenário, que ganham contornos e tessituras em composição com a iluminação. Assim, trazendo para o público uma estética minimalista, compartilha uma singela história de amor de forma lúdica e poética.

O espetáculo está fazendo sua primeira circulação pelo nordeste e norte do país, através do Programa Petrobras Distribuidora de Cultura e Ministério da Cultura, traz no elenco Léo Moita, que também escreveu o texto, e Fernanda Perondi. A montagem do espetáculo ocorreu em 2009, em Curitiba/PR, na Faculdade de Artes do Paraná, a partir do projeto acadêmico “O jogo teatral na construção do espetáculo”, fruto de um processo iniciado em oficina que propunha pesquisar novas dramaturgias de teatro para crianças.

O encontro dos jovens artistas, na época universitários, foi essencial para a realização da peça e se desdobrou na criação da Minha Nossa Cia. de Teatro que hoje possui em seu repertório mais três espetáculos. A Cia. acredita que, ao levar a Salvador uma poética para crianças não restritiva e didatizante, o projeto de circulação de “O Homem do Banco Branco e a Amoreira” despertará novas plateias a novos olhares, convidando o público infantil e adulto a percorrer as possibilidades da imaginação. Livre de classificações, o espetáculo possui um grande poder transformador, e ao mesmo tempo mantém grande potencial de entretenimento.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios