Chapada: Juventude se destaca na oficina de educação ambiental em Andaraí

Postado em set 30 2016 - 6:00pm por Jornal da Chapada
sema

Os debates aconteceram na última terça-feira | FOTO: Divulgação/Sema |

Com o intuito de disseminar informações sobre prevenção aos incêndios florestais no território da Chapada Diamantina junto a professores, agricultores, estudantes e demais cidadãos, representantes da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), em parceria com a Secretaria Estadual de Educação (Sec) e o Corpo de Bombeiros, promoveram na última terça-feira (27), no município de Andaraí, ações de educação ambiental do programa Bahia Sem Fogo. De acordo com a coordenadora da Diretoria de Educação Ambiental para Sustentabilidade (Dieas) da Sema, Silvana Canário, com as orientações e materiais socioeducativos disponibilizados durante as oficinas, os participantes estão capacitados para realizarem atividades de educação ambiental com a temática de prevenção aos incêndios florestais.

“Utilizamos uma metodologia pedagógica em que todos os presentes tiveram a oportunidade de expressar o que entendem como solução para a redução dos incêndios. Procuramos incluir, na rotina da comunidade, o debate e a realização de atividades de sensibilização quanto à prevenção, onde cada um dos presentes atue como multiplicador junto a seus pares”. “Ao final dos trabalhos é elaborado um plano de ações para cada município, onde são estabelecidas as ações, os parceiros e os prazos para a realização. Em Andaraí o destaque foi o comprometimento demonstrado pelos jovens, estudantes de escola técnica e do ensino médio, o que fortalece a continuidade das ações em longo prazo”.

Para o estudante da Escola Técnica Agropecuária de Andaraí, Welington dos Santos, a oficina promoveu, além do conhecimento, a oportunidade de troca de experiências e o início de novas parcerias. “Diante das informações e materiais que recebemos poderemos passar para nossos colegas e professores a importância do cuidado com os recursos naturais e talvez até solicitar a inclusão da educação ambiental com as temáticas da região na grade curricular da escola. Outro momento importante foi conhecer os brigadistas que atuam em nossa cidade, ouvir suas experiências e começar uma parceria para a realização de atividades futuras”.

O guia turístico e brigadista voluntário de Andaraí, Luis Gustavo, destacou ser essencial as atividades de sensibilização, principalmente para os estudantes. “O sonho de todo brigadista é não ter mais que subir a montanha para lutar contra o fogo e só com a participação dos jovens será possível minimizar os impactos na natureza e diminuir os incêndios. Nós brigadistas temos um papel que deve ir além do combate ao fogo, temos que atuar como agentes transformadores junto à comunidade, levando nossas experiências e conhecimento para as escolas”. As informações são da Sema.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.