Chapada: Moradores de Palmeiras reclamam do barulho e falta de atuação de órgãos públicos

Postado em jan 17 2018 - 4:04pm por Jornal da Chapada
foto

Os cidadãos estão indignados com proprietários de carros com som automotivo, os conhecidos paredões | FOTO: Reprodução/Siga Mais |

A população de Palmeiras, município localizado na Chapada Diamantina, tem se queixado da falta de fiscalização da ‘Lei do Silêncio’, que é feita por órgãos municipais com apoio da Polícia Militar. A lei não está prevista no Código Civil, mas no documento os ruídos não podem ultrapassar os 70 decibéis, independente de horário.

Os moradores estão indignados com proprietários de carros com som automotivo, os conhecidos paredões. “Eles não respeitam as pessoas, ligando os seus aparelhos em qualquer hora do dia, inclusive pela madrugada. E quando não satisfeitos em ficar num lugar fixo, dão uma volta por toda a cidade”, afirmou uma fonte do Jornal da Chapada na cidade.

Há informações de queixas em diversos órgãos públicos e nada foi resolvido. O Jornal da Chapada procurou a prefeitura local para conversar com a pessoa responsável pela fiscalização, mas até o fechamento desta matéria a tentativa foi em vão.

Os moradores afirmam que quando a polícia manda desligar o som, são atendidos, mas logo assim que os policiais saem os proprietários dos aparelhos de som voltam a aumentar o volume das músicas. Eles sugerem que sejam aplicadas multas ou até mesmo a apreensão dos veículos como forma inibir essa atitude de pessoas.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.