#Bahia: ‘Poetizando Povoados em Cordel’ incentiva a poesia nos municípios do estado

Postado em abr 9 2018 - 4:00pm por Jornal da Chapada
foto

A Aldeia Tuxã em Ibotirama foi a primeira tribo a participar da programação, que segue para demais cidades, aberta ao público | FOTO: Josemario Fernandes |

A poesia ganha espaço em diversas cidades do estado da Bahia através do edital Calendário das Artes, da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb/SecultBA). Um dos 40 contemplados é o projeto Poetizando Povoados em Cordel, que vai ofertar oficinas de Literatura de Cordel em seis municípios da zona rural do território Velho Chico e em Irecê.

As oficinas serão ministradas em comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas, nos povoados de Ibotirama (Ilha Grande e Aldeia Tuxá), Morpará (Capim de Raiz), Paratinga (Lagoa Dourada), Oliveira dos Brejinhos (Boa Esperança), Muquém do São Francisco (Quilombo Jatobá) e Ipupiara (Sodrelândia), dando acesso a jovens estudantes e demais interessados na arte cordelista. Nesta semana, o projeto segue para Ilha Grande/Ibotirama na quinta-feira (12), às 8h, na Escola Municipal São José, com Adelson Batista de Souza. A Aldeia Tuxã em Ibotirama foi a primeira tribo a participar da programação, que segue para demais cidades, aberta ao público.

“Nesse projeto, estaremos construindo junto aos alunos cordéis que relatam a história de suas comunidades e suas realidades. No final, será confeccionado um livreto a ser lançando num recital nas feiras livres de cada cidade”, conta o proponente do projeto, poeta, cordelista e autor do livro de literatura de cordel “Versos entre rimas de cordel”, Josemário Fernandes. Além dos professores e alunos envolvidos, haverá a participação de poetas convidados nos recitais, visando à valorização dos trabalhos produzidos pelos jovens e a literatura de cordel nas comunidades.

Incentivando e oportunizando maior acesso ao público, o projeto pretende distribuir os livretos gratuitamente nas escolas, bibliotecas e pontos de leitura, além de realizar a divulgação nas redes sociais, para oferecer maior alcance de visualizações pelos mais diferentes cantos do mundo. “O Calendário das Artes tem um papel importantíssimo para nós, pois sinaliza que o projeto está sendo valorizado”, afirma Josemário.

Programação:
Oficinas de Literatura de Cordel
12 de abril, às 8h – Ilha Grande/Ibotirama – Escola Municipal São José, com Adelson Batista de Souza
19 de abril, às 14h – Lagoa Dourada/ Paratinga – Escola Familiar Agrícola, com Maria Aparecida Vieira Santiago (Cida)
29 de abril, às 14h – Boa Esperança/Oliveira dos Brejinhos – Centro Comunitário, com Uilton Teles de Souza
3 de maio, às 14h – Capim de Raiz/Morpará – Escola Municipal Antônio Cardoso de Almeida, com Carleide Pereira Marques
18 de maio, às 8h – Sodrelândia/ Ipupiara – Escola Municipal Antonio Carlos Magalhães/ Regis Pacheco, Maria Dirce Alves Santos
27 de maio, às 14h – Jatobá/Muquém do São Francisco – Sede da Associação Jatobá, com João Rodrigues da Silva (Almeida)

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.