#Eleições2018: Chapa majoritária da oposição para governo da Bahia permanece indefinida

Postado em jun 1 2018 - 12:00pm por Jornal da Chapada
foto

Até o momento, só o candidato ao governo da Bahia, José Ronaldo (DEM), e o postulante ao Senado, Jutahy Magalhães Júnior (PSDB), estão confirmados na majoritária | FOTO: Divulgação |

Se os governistas prometem divulgar já na próxima semana os integrantes da chapa, os oposicionistas não caminham sequer para definir os membros da composição. Até o momento, só o candidato ao governo da Bahia, José Ronaldo (DEM), e o postulante ao Senado, Jutahy Magalhães Júnior (PSDB), estão confirmados na majoritária. O segundo nome que vai competir pela Câmara Alta do Congresso Nacional e o vice permanecem indefinidos, apesar de haver muitas especulações. Para a segunda vaga ao Senado, dois nomes são cotados hoje. O deputado federal Irmão Lázaro (PSC) e o da vereadora de Salvador, Ireuda Silva (PRB).

A pré-candidata, inclusive, apareceu no levantamento do Instituto Paraná Pesquisas divulgado, nesta semana, com 5,5% das intenções dos votos. A consulta, porém, não incluiu Irmão Lázaro, provocando uma revolta no PSC. O deputado estadual Heber Santana (PSC) chegou a afirmar que a pesquisa “não refletia a realidade” e não podia ser “levada a sério”. Também prometeu informar a todos os institutos de pesquisas que o deputado federal é pré-candidato ao Senado na chapa de José Ronaldo ou em candidatura avulsa.

Nos bastidores, o comentário é que o nome de Irmão Lázaro sofre resistência. Jutahy Jr. seria contra o nome do parlamentar por entender que poderia perder votos para o aliado, e seria a favor de o correligionário ser postulante a vice. Também defenderia um nome de menor expressão para a segunda vaga à Câmara Alta. Publicamente, porém, o tucano disse que a informação “não tem fundamento”.

“Quem coordena [a montagem da chapa] é José Ronaldo. Eu quero uma chapa forte para ganhar a eleição. Quero o que for melhor. Eu vou ser ouvido [sobre a formação da composição] e vou dar opinião internamente. Qualquer discussão pública só traz desgaste. Todas as pessoas têm seu peso e têm sua importância. Todos os pleitos são legítimos. Agora, quando se compõe uma chapa de oposição, tem que ver qual a melhor posição para cada pleiteante. O perfil de agregação. Não é uma questão de simpatia”, afirmou, em entrevista à Tribuna.

Presidente do PSC na Bahia, Eliel Santana também negou os rumores de resistência de Jutahy Magalhães Júnior ao nome de Lázaro. “Vi pela imprensa. Nunca tive esse tipo de informação. Acho que não seria inteligente. Lázaro ajuda a candidatura de Jutahy, porque qualifica o voto da oposição. O eleitor de Lázaro é o eleitor fiel”, pontuou. Sobre a hipótese de o deputado ser vice de José Ronaldo, Eliel Santana desconversou. “Nunca discutimos isso. Nunca também foi oferecida essa possibilidade”, ressaltou. As informações são da Tribuna da Bahia.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.