CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolíticaTop
Trending

#Bahia: Suspeita de compra de votos ameaça reeleição do prefeito de Rafael Jambeiro; justiça apura caso

O Jornal da Chapada recebeu a cópia da denúncia e foi informado que a Polícia Civil, a mando da Justiça Eleitoral, esteve no município para intimar os envolvidos.

Uma representação por supostos crimes eleitorais (captação ilícita de sufrágio) cai como uma bomba no município de Rafael Jambeiro, no centro-norte baiano. A ação foi movida pela presidente do PT municipal, que encabeça a coligação de oposição ‘O Tempo é Agora’, Cibele Carvalho (prefeita, PT), junto com o postulante a vice Gersonito Serra (PT), e foi protocolizada na Justiça Eleitoral da 43ª Zona, com sede na cidade de Castro Alves.

A denúncia apresenta áudios atribuídos a José Carmo, o ‘Zezé’, coordenador de campanha do atual prefeito e candidato à reeleição, Marinalvo Fernandes, o ‘Nalvinho’ (DEM). Os áudios de ‘Zezé’ sugerem que a coligação estaria comprando votos durante a campanha. “As coisas têm que ser bem feitas. A política tem que ter investimento”, disse o coordenador em trecho do áudio.

“Um cara está vindo buscar R$12,5 mil, Gilberto. Waldemar são dois mil blocos e as passagens dos filhos que estão em Salvador para vir na data. Só ficou uma família que vota no PT, que Cibele [se referindo a candidata do PT, Cibele Carvalho) ficou devendo dois salários quando saiu. Paguei para capinar o campo de bola, coloquei umas caixas de cerveja que estavam trabalhando e vamos injetando devagar. O cara já colocou adesivo no carro, é PT roxo, se puder pagar me avise, se não puder eu arranco os adesivos e dou R$100 para ele ir votar”, acrescenta ‘Zezé’.

O coordenador ainda revela, em outro trecho do áudio, ter conseguido “resolver” e ter “virado” alguns votos na cidade. “Tudo doente do PT, já votaram comigo para vereador. Passei quase todo o dia lutando lá. Vou tomar dinheiro para dar para eles lá”, disse.

Ouça aqui um dos áudios:

Entre os pedidos da coligação petista, na representação, estão a instauração de uma ação de investigação criminal e abertura de ação eleitoral para apurar o caso como “prática de delitos como lavagem de capitais, desvios de recursos públicos e organização criminosa”.

Vale ressaltar que o assunto foi denunciado pelo site Bahia Notícias, no último sábado – 7 de novembro. Na segunda-feira (8), o Jornal da Chapada recebeu a cópia da denúncia com todos os áudios e foi informado que a Polícia Civil, a mando da Justiça Eleitoral, esteve no município para intimar os envolvidos.

Jornal da Chapada

Confira aqui outro áudio:

Etiquetas

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios