CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal
Trending

#Brasil: TCU deve divulgar nota e desmentir Bolsonaro sobre mortes por covid-19 em 2020

O presidente afirmou a apoiadores que 50% dos óbitos registrados como sendo por coronavírus no ano passado não foram causados pela doença.

O Tribunal de Contas da União (TCU) deve divulgar, nesta segunda-feira (7), uma nota oficial com o objetivo de desmentir a declaração de Jair Bolsonaro, de acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo. O presidente disse a apoiadores que o órgão teria um relatório questionando o número de mortes por Covid-19 em 2020.

“Óh… Em primeira mão para vocês. Não é meu. É do tal do Tribunal de Contas da União, questionando o número de óbitos no ano passado por Covid. E ali, o relatório final, não é conclusivo, mas em torno de 50% de dos óbitos por Covid no ano passado não foram por Covid, segundo o Tribunal de Contas da União”, afirmou Bolsonaro.

“Esse relatório saiu há alguns dias. E logicamente que a imprensa não vai divulgar”, emendou, arrancando risos dos apoiadores. “Nós vamos divulgar hoje aqui. Eu tenho três jornalistas, não vou falar o nome deles, que eu converso, só três que eu converso, que são pessoas sérias, já passei pra eles e devo divulgar hoje a tarde”, disse o presidente.

Segundo ele, “muita gente suspeitava disso aí”. “Muitos vídeos que vocês viram no Whatsapp, de pessoas reclamando que o ente querido não faleceu daquilo. Muito bem fundamentado, está bem claro. Só jornalista não vai entender”, alfinetou.

Benjamin Zymler, ministro e relator no TCU para assuntos relativos à epidemia, já disse a colegas que a informação não é verdadeira. No relatório mencionado por Bolsonaro, técnicos do tribunal afirmam, na verdade, que as mortes por problemas respiratórios avançaram no Brasil, assim como por problemas cardiovasculares para os quais a Covid-19 pode ter contribuído.

Conclusão errada
Portanto, a informação não permite trazer a conclusão apontada pelo presidente, dizem técnicos, em mensagem que circula entre integrantes do TCU. “Essa foi uma informação trazida para enriquecer o relatório, com dados de registros de óbitos de cartórios. Assim, não se trata de uma informação do TCU. Ademais, fala-se em uma possibilidade de óbitos em relação aos quais a Covid pode não ter sido a principal causa”, diz a mensagem.

O relatório destaca que os números de mortes em dados cartoriais apontam que, entre 2019 e 2020, o registro total de óbitos por doenças no aparelho respiratório aumentou em 157.976. E, por doenças cardiovasculares, em 175.009. Os números poderiam indicar somente que a Covid-19 pode não ter sido a causa principal da morte, “tendo influenciado em óbitos causados por outras doenças”.

Em resumo, além das mortes efetivamente provocadas pelo coronavírus, a doença pode ter contribuído para o óbito por outras causas no país. A redação é do site da Revista Fórum.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios