CidadesCuriosidadesEconomiaMenu PrincipalPolíticaTop
Trending

#Bahia: “Tem João Leão que quer e pode”, diz o vice-governador sobre candidatura ao governo estadual

Fala ocorre após o PT ter anunciado a pré-candidatura do senador Jaques Wagner para o cargo em 2022.

O vice-governador João Leão (PP) admitiu o interesse, durante entrevista ao Política Livre, de ser candidato ao governo da Bahia, para, segundo ele, atender ao pedido dos baianos. A fala ocorreu após o PT já ter anunciado a pré-candidatura do senador Jaques Wagner.

O anúncio do partido parece não ter deixado Leão contente, em razão da falta de consulta com os demais partidos que compõem o grupo político que dá sustentação ao governo petista há 14 anos.

Contudo, ele também ressaltou ser uma vontade de outros aliados e brincou ao dizer que quem não pode se candidatar é Rui Costa (PT), que não tem como ser candidato à re-reeleição.

“Você tem o senador Otto Alencar que quer e pode; tem o senador Jaques Wagner, que quer e pode; tem o senador Angelo Coronel, que quer e pode; tem a deputada Lí,dice da Mata, que quer e pode e você tem João Leão que quer e pode”, disse.

“O único que não pode [se candidatar] no grupo nesse momento é Rui Costa, que não pode ser candidato à re-reeleição”, brincou. Na ocasião, ele desmentiu a possibilidade de ser deputado estadual. “Isso de ser candidato a deputado estadual não existe”.

E aproveitou para enfatizar sobre o desejo do deputado Cacá Leão de ver ele ser candidato ao governo. “Eu não quero atender ao pedido do deputado Cacá Leão [para ser candidato ao governo], mas do povo da Bahia”, disse.

O vice-governador João Leão saiu fortalecido das eleições municipais | FOTO: Divulgação/Seplan |

Questionado se pode ocorrer uma fragmentação de candidaturas, como ocorreu nas disputas eleitorais pela Prefeitura de Salvador, ele afirma que não. “De maneira nenhuma, não existe a mínima possibilidade. O que pode acontecer é o companheiro Jaques Wagner abrir [a cabeça de chapa]”, pontuou.

Após o senador Angelo Coronel ter defendido que deveria haver uma chapa encabeçada por PP ou PSD, visando ocorrer uma oxigenação no cenário político baiano polarizado por DEM e PT, Leão afirmou que tá na hora do PT dar uma “vezinha”.

“Primeiro eu não concordo muito, concordo até certo ponto com o senador Angelo Coronel, mas eu acho que não temos que deixar o PT de fora. O PT tem que fazer parte efetiva do nosso futuro governo. Então nós estamos há 14 anos juntos e agora vamos nos separar? Por quê?”, questionou.

“Agora, nesse ponto, o senador Angelo Coronel tem razão: chegou a hora de o PT dar uma “vezinha”. Não pode ser exclusivamente “venha a nós”; nós somos parceiros. Mas eu só quero tratar disso após 2022. Então vamos sentar o PP, o PT, o PSD, o PSB, o PCdoB, toda a nossa base aliada”, completou. Jornal da Chapada com informações de Política Livre.

Etiquetas

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios