Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Chapada: Conselho tutelar localiza parentes de crianças abandonadas em Jacobina

site
A casa onde as crianças foram achadas não tinha condições de moradia, segundo avaliação do Conselho Tutelar | FOTO: Emerson Rocha/Site/Bahia Acontece |

O Conselho Tutelar de Jacobina, na Chapada Diamantina, informou que duas tias das duas crianças abandonadas em uma residência da cidade, foram localizadas nesta quinta-feira (6) no próprio município. As crianças, de 9 e 10 anos, foram resgatadas pelo conselho da cidade, após o órgão receber uma denúncia anônima de que elas teriam sido abandonadas pela mãe e não tinham condições mínimas de sobrevivência. A queixa foi registrada na delegacia de Senhor do Bonfim, na terça-feira (4). De acordo com Timóteo Mattos, coordenador do Conselho Tutelar, as tias não vão poder ficar com as crianças pois, por já terem idade avançada, não têm condições de criá-las. “Uma é a tia paterna da mãe das crianças. Ela tem 70 anos e cuida da própria mãe, que já está acamada e tem 93 anos”, explica.

Ainda segundo Mattos, o direcionamento das crianças para adoção será levado em conta em última hipótese, caso ninguém da família seja encontrado. O pai das crianças mora em São Paulo e ainda não foi possível contatá-lo. O conselho também já descobriu que as crianças têm parentes na cidade de Capim Grosso, localizada a cerca de 66 km de Jacobina, mas ainda não conseguiram identificar onde os familiares moram.

“Descobrimos que em algum momento as crianças já estiveram por lá [Capim Grosso], só que essas idosas [tias] não sabem onde exatamente ficam as casas dos próprios familiares. Sabemos que eles estão em um povoado chamado Pedras Altas, mas não sabem onde ficam a casa. Estamos pensando em pegar as crianças e uma das tias, e levar lá para encontrarmos a casa. Ficamos sabendo que a avó paterna das crianças reside nessa mesma localidade”, relata.

A mãe dos meninos ainda não foi encontrada. Ela informou para as crianças que iria para a cidade de Capim Grosso, alegando que visitaria a avó deles. De acordo com Mattos, as crianças permanecem no abrigo até que familiares, a polícia e o Ministério Público se manifestem com relação ao destino deles.

O caso
Ao chegar na casa, após denúncia anônima, o Conselho Tutelar de Jacobina não encontrou ninguém na residência, depois, uma das crianças chegou da escola. Em conversa com o conselho, ela disse que não sabia o dia exato em que a mãe se ausentou. Ao entrar na residência, o Conselho Tutelar verificou que a alimentação estava inadequada para consumo, com comidas estragadas e a geladeira desligada. Com isso, a criança foi levada para um abrigo infantil.

Já a outra criança foi até a sede do Conselho depois que soube que a irmã tinha sido retirada de casa. Logo após a descoberta do Conselho, nenhum familiar das crianças foi encontrado e ambas foram levadas para um abrigo em Jacobina. Extraído na íntegra do Portal G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios