MST da Bahia reafirma apoio a Marcos Rezende para ouvidor-geral da Defensoria Pública

Postado em abr 28 2015 - 6:43pm por Jornal da Chapada
matos

O diretor nacional do MST, Márcio Matos| FOTO: Reprodução |

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) reafirma, nesta terça-feira (28), o apoio ao historiador baiano Marcos Rezende, eleito entre os conselheiros da sociedade civil para ocupar o cargo de ouvidor-geral da Defensoria Pública da Bahia. De acordo com o dirigente nacional do MST, Márcio Matos, o apoio à candidatura de Rezende representa a consolidação de uma escolha democrática. “Marcos tem ligação direta com as entidades que lutam pela reforma agrária e sua plataforma de atuação foca o fortalecimento da defesa de pautas como o combate ao extermínio da juventude negra, é contra a redução da maioridade penal, e combate a intolerância religiosa, além de lutar em todas as instâncias pela laicidade do Estado”, afirma Matos.

Para o líder baiano, a expectativa é que no dia 30 de abril, os defensores do Conselho Superior considerem a decisão dos conselheiros da sociedade civil que elegeram Marcos Rezende como ouvidor-geral. Ainda conforme o dirigente do movimento social, o MST da Bahia acredita que a eleição do historiador vai ampliar o apoio ao debate dos direitos humanos por meio das diversidades sociais. “Somente assim vamos construir um Estado sem amarras e voltado para os interesses de grupos consolidados pela disputa diária. Tenho certeza que Marcos terá um olhar especial como ouvidor-geral da Defensoria Pública da Bahia, principalmente em relação às mulheres, aos usuários de drogas, gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais, e toda a comunidade religiosa de matriz africana, idosos, negros e diferentes grupos sociais”, completa Márcio Matos.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.