CidadesCuriosidadesMenu Principal

Governador busca apoio do Ministério do Planejamento para obras na Bahia

foto
O governador Rui Costa | FOTO: Reprodução |

A liberação de recursos federais para obras na Bahia nas áreas de infraestrutura hídrica, logística, mobilidade e encostas está na agenda de trabalho do Ministério do Planejamento. Em uma reunião nesta quarta-feira (26), o governador Rui Costa listou ao ministro Nelson Barbosa os pleitos para avanço de projetos essenciais.

Um dos pontos tratados foi o projeto de irrigação Baixio de Irecê, projeto executado às margens do Rio São Francisco e possui 40 quilômetros de canal em condições de começar a operar. O governador quer celeridade na solução de questões burocráticas para o rápido início do funcionamento. “O Baixio tem forte impacto de emprego na região. Precisamos com urgência dessa operação”, afirmou Rui.

Mais obras de contenção em encostas de Salvador e novas unidades do Minha Casa, Minha Vida – cinco mil – para pessoas que perderam suas moradias e estão em aluguel social, também fizeram parte dos pleitos. Trata-se de uma reiteração do Governo do Estado, pois essas urgências estão nos ministérios da Integração e das Cidades.

A outra questão foi o modal Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Uma obra de mobilidade urbana em Salvador que levará passageiros de Plataforma, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, ao bairro do Comércio, na Cidade Baixa. O custo total é de R$ 1,1 bilhão e o Estado, diante do cenário de ajuste fiscal no governo federal, se comprometeu a entrar com metade desse valor.

Ainda fez parte da agenda do governo baiano a mudança da poligonal da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), no Porto de Aratu, em Candeias. Solicitação que o ministro se comprometeu a dar celeridade. Com isso, o Governo baiano quer área livre para Terminais de Uso Privativo (TUP).

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios