AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Chapada Diamantina teve mais de 9 mil hectares consumidos pelo fogo, diz ICMBio

foto
Incêndios florestais destroem áreas do Parque Nacional da Chapada Diamantina | FOTO: Divulgação/ICMBio |

Na tarde desta terça-feira (15), a gestão do Parque Nacional da Chapada Diamantina informou que dois aviões (modelo air tractor) e um grupo de brigadistas da Floresta Nacional Contendas do Sincorá deverão se juntar à equipe que está em campo no combate às chamas. A estimativa do Parna da Chapada Diamantina é que as chamas já destruíram 9 mil hectares da unidade de conservação. O fogo se alastra rápido, devido as condições da seca, e atinge áreas de difícil acesso, o que complica o trabalho dos brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do Ibama, bombeiros e grupos de voluntários.

Segundo gestores do parque, três focos de incêndios, situados em diferentes pontos, começaram no fim de semana. Um deles foi controlado, mas dois continuam, um deles localizado na Serra do Ramalho, no Andaraí, próximo ao Vale do Pati e outro na região conhecida como Gerais do Vieira, perto do Vale do Capão. “O fogo de Gerais do Vieira tomou grandes proporções no dia de hoje [terça, 15] e está maior que o fogo de Andaraí. Nossas estimativas são de que o fogo de Andaraí já varreu 1.500 hectares e que o fogo de Gerais do Vieira já atingiu 7.500 hectares”, afirmou Marcela Marins, gestora do parque.

Leia também:
Chapada: Brigada composta por assentados ajuda a controlar incêndio na região de Mucugê
Aeronave será enviada nesta quarta para reforçar combate aos incêndios na Chapada Diamantina
Fogo continua na Chapada Diamantina e brigadistas querem ajuda de helicópteros em Andaraí

foto5
Incêndio na região do Gerais do Vieira, próximo ao Vale do Capão | FOTO: Gilberto Filho/Correio 24h |

Acompanhe abaixo informações do ICMBio sobre cada área atingida pela queimada na Chapada Diamantina.

Serra do Ramalho
Os incêndios começaram na sexta-feira (11), por volta das 17h. O primeiro a ser detectado foi o da Serra do Ramalho. Inicialmente, brigadistas do parque, juntamente com voluntários, foram até o local. No sábado (12), a Brigada de Resgate Ambiental de Lençóis (Bral) se juntou ao grupo. Segundo brigadistas que estiveram no local, o incêndio ocorre em área de difícil acesso, com o fogo espalhando-se pela vegetação que fica em canais profundos entre rochas. Para o combate às chamas, é preciso o apoio de aeronaves. O gestor do parque, Pablo Casella, solicitou na manhã desta terça (15) um helicóptero, e os brigadistas receberão o reforço de peso nesta quarta (16), pois o Governo do Estado disponibilizou um helicóptero, uma van e três carros tracionados.

Gerais do Vieira
No domingo (13), no final da tarde, a equipe da unidade de conservação foi mobilizada para combater o incêndio na região conhecida como Gerais do Vieira. Treze brigadistas voluntários do Vale do Capão seguiram até o local e conseguiram controlar as chamas na madrugada da segunda (14). Durante o dia, no entanto, novos focos de incêndio reapareceram. Nesta terça (15), com a falta de chuvas e o vento forte, o fogo se alastrou e ganhou grandes proporções, exigindo uma ação mais efetiva no combate às chamas. Aviões (modelo air tractor) e novas brigadas deverão reforçar os trabalhos no local.

foto5
Combate às chamas é feito por brigadistas do ICMBio, bombeiros e voluntários | FOTO: Divulgação/ICMBio |

Mucugê
No sábado, por volta das 11h, a equipe de gestão detectou incêndio em área no interior do parque, na cidade de Mucugê, nas cercanias da cachoeira Moça Loira. O primeiro combate foi dado pela brigada do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do Ibama (Prevfogo/Ibama) localizada no Assentamento Rosely Nunes. No domingo, voluntários de Mucugê e mais brigadistas do parque, além de bombeiros militares e cerca de 15 brigadistas voluntários da Brigada de Barra da Estiva, reforçaram o trabalho de combate às chamas e conseguiram, à noite, controlar o incêndio. Mesmo assim, a área continua monitorada para evitar o reaparecimento de novos focos. Jornal da Chapada com informações do ICMBio.

Leia também:
Chapada: Prefeitura de Mucugê diz que auxiliou os brigadistas no combate ao fogo
Incêndios afetam áreas da Chapada Diamantina; região próxima ao Vale do Capão é atingida
Brigadistas contêm fogo no Parque Nacional da Chapada Diamantina e seguem monitoramento; entenda a situação

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios