AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Chapada: Prefeitura de Mucugê diz que auxiliou os brigadistas no combate ao fogo

foto
Incêndio florestal em Mucugê afetou área do Parque Nacional e com a ajuda da prefeitura o fogo foi debelado | FOTO: Reprodução/José Antônio |

Diferente do que foi publicado no Jornal da Chapada, na matéria ‘Brigadistas contêm fogo no Parque Nacional da Chapada Diamantina e seguem monitoramento; entenda a situação’, a secretária de Cultura, Turismo e Meio Ambiente do município de Mucugê, Meirilan Aline Machado, disse que a prefeitura local auxiliou sim os brigadistas durante combate ao fogo em área do Parque Nacional da Chapada Diamantina. Em contato com a redação do jornal, Machado esclareceu alguns pontos e descaracterizou as informações sobre falta de suporte.

Segundo a titular da pasta, os brigadistas de Barra da Estiva chegaram no domingo (13) por volta das 11h da manhã, e que, primeiro, foi oferecido um lanche. “Iríamos mandá-los de volta a Barra, porque o fogo já estava controlado e eles disseram que preferiam almoçar porque iriam ficar monitorando o fogo até o final da tarde. Providenciamos, então, as quentinhas e, no final da tarde, retornaram para Barra”.

Leia também:
Incêndios afetam áreas da Chapada Diamantina; região próxima ao Vale do Capão é atingida

Machado ainda informa que a prefeitura foi responsável pelo transporte dos brigadistas, que um ônibus foi disponibilizado para buscar e levar os voluntários da cidade de Barra da Estiva. Ao ser questionada com o relato publicado pelo jornal, de que quando os brigadistas retornaram às 19h, para a sede de Mucugê, não encontraram refeição nem água, a secretária afirma desconhecer tal situação.

“Esse fato é desconhecido para mim. O último contato que tive foi com Edvaldo [coordenador da Brigada de Barra da Estiva] ontem [domingo, 13], por volta das 11 horas, quando ele me disse que não queria lanche e preferia almoçar. Depois disso, ninguém mais me procurou”, aponta Aline.

No domingo (13), Mucugê contou com 46 brigadistas, além dos de Barra, voluntários do Ibama (Assentamento Rosely Nunes) e nativos. Meirilan acrescenta dizendo que, neste dia, coordenadores de outras brigadas também entraram em contato com ela e foram igualmente atendidos. “Antes disso [se referindo ao encontro com Edvaldo], estivemos com Zé Antônio da Brigada Marchas e Combate, que veio em minha casa solicitar lanche para os brigadistas que ficariam fazendo o rescaldo e monitoramento, e o mesmo fora prontamente atendido”.

Ela ainda informa que “colchões foram conseguidos” para os brigadistas voluntários dormirem no alojamento cedido pela prefeitura. Machado finaliza dizendo que após este momento, só teve contato com os voluntários nesta segunda (14), pela manhã. “O primeiro para abastecer o carro que levaria de volta brigadistas de Palmeiras, que estavam aqui. E o segundo para liberar cinco quentinhas para brigadistas do Ibama, que ficaram pra fazer o monitoramento até às cinco da tarde”.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios