Deputado desmoraliza críticas contra exclusividade de cervejaria no Carnaval

Postado em fev 16 2016 - 12:27pm por Jornal da Chapada
fot5o

O deputado estadual Carlos Geilson | FOTO: Divulgação |

“O dinheiro fruto da exclusividade concedida à Cola-Cola e à Brahma na Copa do Mundo de 2014 foi para os cofres da corrupta Fifa, com a cumplicidade do governo Dilma Rousseff, e não vi nenhum político do PT ou do PC do B protestar contra isso”. Disparou o deputado estadual Carlos Geilson (PSDB), devolvendo as críticas que têm sido feitas ao prefeito ACM Neto, em razão do contrato de exclusividade da Schin no Carnaval de Salvador.

A reação do parlamentar aconteceu em discurso pronunciado na Assembleia Legislativa. Ele destacou, inclusive, que ACM Neto já anunciou que os R$ 100 milhões arrecadados, nos últimos três anos, com esse modelo de patrocínio serão aplicados na construção do Hospital Municipal, que ficará na região de Cajazeiras. Enquanto isso, a exclusividade concedida na Copa é que deve ser considerado “um caso escandaloso, de um brutal desrespeito ao dinheiro do povo”, comparou.

Carlos Geilson lembrou que, na época da Copa do Mundo de 2014, foi votada a Lei Geral da Copa, aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada por Dilma Rousseff. A lei impôs exclusividade na venda de produtos da Coca-Cola e da Brahma em todos os estádios onde houve Copa do Mundo em 2014. “Aliás, exclusividade num raio de dois quilômetros (eu disse dois quilômetros) de cada estádio e também nos locais onde aconteceram as famosas fan fests”, acrescentou.

“A realidade é que está batendo um desespero diante da excelente administração de ACM Neto em Salvador. O cara foi eleito o melhor prefeito do Brasil, com mais de 80% de aprovação. O PT está desesperado, o PC do B desesperado, porque ACM Neto tem mostrado muita competência, muita seriedade e, principalmente, muita disposição de trabalhar, trabalhar e trabalhar”, afirmou Carlos Geilson.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.