Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

Chapada: Movimento ‘Não Vai Ter Golpe’ leva multidão às ruas de Boa Vista do Tupim; veja fotos

foo6t6
Manifestantes ocupam as ruas da cidade para pedir o fortalecimento da democracia e contra o impeachment de Dilma | FOTO: Jornal da Chapada |

Assim como em outras cidades do país, a população de Boa Vista do Tupim, na Chapada Diamantina, foi às ruas para defender o governo da presidente Dilma Rousseff do processo de impeachment, neste sábado (2). Membros de movimentos sociais, populares e sindicais se uniram aos militantes de partidos de esquerda e formaram um ‘tapete vermelho’ pelas ruas da cidade entoando o jargão “Não Vai Ter Golpe”. De acordo com a coordenação da manifestação, mais de 3 mil pessoas compareceram ao ato, entre membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), do diretório municipal do PT e de políticos da região.

“Viemos para as ruas manifestar em favor da democracia e pelos direitos de todas as pessoas que votaram em Dilma e Lula. Graças às administrações do presidente Lula e da presidenta Dilma, nossa gestão valorizou o homem do campo, a educação e a saúde. Foi depois dos governos do PT que o povo mais humilde do país teve acesso à moradia, água, luz e outros benefícios sociais”, salienta o prefeito João Durval Passos Trabuco, o popular Gidu do PT, que foi eleito em 2012 com apoio dos movimentos sociais.

gidu
O prefeito Gidu durante a manifestação que levou 3 mil pessoas às ruas de Boa Vista do Tupim | FOTO: Jornal da Chapada |

A multidão de manifestantes saiu por volta das 9h da concentração em frente à quadra João Ribeiro de Freitas e trazia à frente o prefeito Gidu, acompanhado dos colaboradores de sua administração, o ex-prefeito Getúlio Sena Barros, da presidente do Poder Legislativo Municipal, Maria Elena, e vereadores da bancada de situação.

Os manifestantes percorreram as principais ruas do centro da cidade, concentrando o grupo em frente ao Mercado Municipal, uma das obras realizadas pela administração de Gidu. Na oportunidade, diferentes lideranças fizeram uso da palavra em defesa da democracia e contra o impeachment da presidente Dilma.

“Todas as vezes que me convocarem eu venho para as ruas defender Dilma, Lula e Gidu. São eles que nos ajudam a enfrentar a dureza do campo. E, se hoje entramos em igualdade de condição em uma loja, em um supermercado, é porque temos o poder de compra do cartão dos benefícios sociais”, declara Clóvis Mendes da Silva, um dos acampados do Assentamento Polinésia, que ostentava a bandeira do MST, gritando o jargão: “Não Vai Ter Golpe”.

Jornal da Chapada

Este slideshow necessita de JavaScript.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios