Pular para a barra de ferramentas
AssessoriaCidadesCuriosidadesEconomiaMenu PrincipalPolítica

Itaberaba: Representação é protocolada no MP contra sanção do prefeito ao aumento salarial dos vereadores

jc
Foi requerida ação de improbidade contra o prefeito e os 11 vereadores | FOTO: Jornal da Chapada |

A sanção dada pelo prefeito de Itaberaba, João Filho (PP), à Lei nº. 1447 de 29 de novembro de 2016, em que os vereadores locais aumentaram seus salários de R$ 8.016,09 para R$ 10.100, levou a um requerimento com pedido de ação pública contra o gestor no Ministério Público (MP) na última segunda-feira (12). O aumento alcança, além dos edis, o prefeito, a vice-prefeita e secretários municipais.

Os edis já teriam sido recomendados pelo MP que o projeto não fosse votado (Recomendação 08/2016), mas essa recomendação não foi cumprida e em sessão ordinária do dia 21 de novembro a lei foi aprovada por 11 dos 15 vereadores da Casa. Segundo informações passadas ao Jornal da Chapada, foram requeridas ação de improbidade contra o prefeito e os 11 vereadores, ação de inconstitucionalidade da Lei nº. 1447 de 29 de novembro de 2016 e ação penal criminal para apurar as responsabilidades.

Segundo o documento do requerente da ação, o técnico eletricista, Renival França, “a regra legal do Regimento Interno da Câmara de Vereadores e a Lei Orgânica do Município de Itaberaba recomendam que, uma vez um Projeto de Lei colocado em pauta e retirado, este mesmo projeto fica vedado de ser apresentado mais uma vez no ano corrente”.

“Fui informado pelo vereador Antônio Carlos Tanajura que entre os meses de março e abril de 2016 este mesmo Projeto de Lei foi colocado em pauta pelos vereadores, assim sendo a violação legal é gravíssima”, informou França no pedido ao MP.

Jornal da Chapada

Leia também
Chapada: MP recomenda revogação de aumento de salários de vereadores em Itaberaba
Chapada: Vereadores de Itaberaba aprovam aumento salarial e passam a receber mais de R$ 10 mil

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios