AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

#Bahia: Normas de segurança de empresa de instalação de redes de proteção residenciais são apuradas pelo MPT

capa
A investigação visa apurar as condições de saúde e segurança do trabalho dos instaladores e verificar esse tipo de teste das redes, com a projeção do funcionário contra a tela | FOTO: Reprodução |

Após o vídeo de uma empresa de instalação de redes de proteção em janelas de Salvador, em que um funcionário se joga na tela de proteção de um apartamento para comprovar sua eficácia, o Ministério Público do Trabalho na Bahia (MPT-BA) irá apurar as normas de segurança da firma em questão.

O MPT abriu o inquérito assim que tomou conhecimento. O caso é investigado pela procuradora regional do trabalho Maria Lúcia de Sá Vieira, que vai convocar imediatamente o responsável pela Rede Salvar, empresa que tem seu nome exposto no vídeo, na camisa do instalador da rede que testa a tela arriscando a própria vida. Ela salienta, no entanto, que a abertura de inquérito é apenas para apurar as responsabilidades.

“Temos que ter cuidado para não julgarmos antecipadamente a empresa. O empregado pode estar fazendo isso sem autorização, mas também é preciso saber se isso é algum tipo de orientação como forma de garantia de qualidade, o que seria um absurdo”, avaliou a procuradora.

A investigação visa apurar as condições de saúde e segurança do trabalho dos instaladores e verificar se esse tipo de teste das redes, com a projeção do funcionário contra a tela, é uma prática corriqueira ou foi uma atitude irresponsável e isolada do trabalhador que aparece no vídeo. A procuradora pretende também convocar o sindicato da categoria para avaliar se esse procedimento ocorre em outras empresas do setor. As informações são do Bahia Notícias.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios