Chapada: Seminário sobre Políticas Públicas para Turismo amplia debates do setor em Lençóis

Postado em jul 27 2018 - 1:38pm por Jornal da Chapada

O evento é a consequência da pesquisa de percepção turística feita entre janeiro e junho deste ano a pedido da gestão municipal ‘Do jeito que o povo quer’ para a ADH Brasil | FOTO: Jornal da Chapada |

O primeiro Seminário de Políticas Públicas de Turismo de Lençóis e Chapada Diamantina foi realizado na cidade chapadeira nesta sexta-feira (27) para ampliar os debates do setor na região. A abertura do evento foi feita pelo prefeito Marcos Airton (PRB), o popular Marcão, que conversou com o Jornal da Chapada sobre a ideia de realização do seminário e o que o setor de turismo da região precisa para crescer ainda mais. Segundo Marcão, a iniciativa surgiu em 2010, quando ele visitou o Salão de Turismo de São Paulo e conheceu a Agência de Desenvolvimento Humano (ADH) e seu trabalho de pesquisa de percepção turística das fazendas do interior do Rio de Janeiro.

“O turismo no Brasil é amador e através da pesquisa de percepção turística a gente viu o conflito de organização do turismo em Lençóis”, contou o gestor. Foram convidados especialistas para debaterem os caminhos do turismo no município e a participação dos hotéis, patrocinando o evento mostrou uma excelente parceria para o futuro, “Estamos enfrentando situação difícil, como em todos no território nacional, mas temos projetos como o do ICMS para o turismo e taxa de turismo de Lençóis, e teremos como fazer muito mais”, afirmou Marcão.

O evento é a consequência da pesquisa de percepção turística feita entre janeiro e junho deste ano a pedido da gestão municipal ‘Do jeito que o povo quer’ para a ADH Brasil. O gerente da agência, Hamilton Néri, apresentou o resultado nesta sexta. Os objetivos são criar estratégias para trabalhar o turismo no município, interferindo no fluxo da demanda de visitantes com o encantamento ao turista, priorizar o regional no turismo e incentivar a educação turística.

“A ADH Brasil é uma organização que há 18 anos pelo Brasil afora. O prefeito ficou muito interessado porque aqui não há uma organização do turismo histórico-cultural sobre o ciclo da história do garimpo”, exemplificou Néri. Para ele, um dos desafios da atuação em Lençóis é implantar o turismo histórico-cultural. Foram entrevistados 31 integrantes do trade turístico de Lençóis, incluindo hotéis, restaurantes, guias, historiadores e artesãos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Nesse primeiro seminário nós fizemos a apresentação da pesquisa. Temos boas perspectivas. Em Lençóis é como em todo o país. O turismo cresceu sem organização, sem estratégia. e articulação, dentre outros problemas que debatemos aqui”, disse Hamilton. O gerente regional Sebrae, Edirlan Souza, foi um dos palestrantes falou sobre a importância de eventos como esse para a Chapada.

“O Sebrae tem atuado na região, principalmente em Lençóis e entorno, no destino turístico da Chapada, há mais de 15 anos. Conseguimos alguns avanços interessantes, o que nos deixa satisfeitos. Um evento como esse vem para consolidar um trabalho e iniciar um novo ciclo para a gente poder somar mais com essas parcerias, como com a prefeitura, e profissionalizar ainda mais”, comemorou Edirlan.

Já para Angélica Dias, do Senac Feira de Santana, a qualificação dos trabalhadores do setor turístico não pode ser deixada de lado. “Quando falamos no Turismo não podemos deixar de falar em capacitação profissional. E o Senac, enquanto instituição de educação profissional, e que se faz presente na unidade de Lençóis, não poderia deixar de fora em pensar estrategicamente na melhoria do turismo na região”, disse Dias, que estava juntamente com a gerente de Relações Institucionais e de Marketing do Senac, Glória Feitosa, e Fernanda Queiroz superintendente pedagógica do núcleo de Lençóis.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.