CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia
Trending

Chapada: Trio é preso suspeito de envolvimento em assassinato com requinte de crueldade em Jacobina

Os três foram interrogados a respeito do homicídio, e todos confessaram que são autores do crime que matou Genildo Cruz.

Trio foi preso por suposto envolvimento em assassinato com requinte de crueldade no município de Jacobina, na Chapada Norte, na última sexta-feira (20), por policiais civis dos Serviços de Investigação da Delegacia Territorial de Jacobina e da Coordenadorias Regionais do Interior (16ª Coorpin). Alcivan Soares dos Santos, Wellington Nunes e Creiston Barbosa da Silva Santos, são acusados da morte de Genildo de Souza Cruz, 45, ocorrido na quinta (19), na rua ‘Lagoinha’, região do Bairro Jacobina IV.

As equipes foram informadas das denúncias que apontavam a autoria do homicídio de Genildo e saíram em diligências desde o cometimento do crime. Ao chegarem na rua ‘Lagoinha’ localizaram Wellington Nunes, conhecido por ‘Sal’, o mesmo foi abordado e em sua posse foi encontrado um relógio de pulso dourado, semelhante ao relógio da vítima, em seguida também foi localizado, no bairro Peru Cleriston Barboza da Silva Santos, filho de Alcivan Soares dos Santos, o ‘Gago’.

Genildo Cruz, natural de Central, foi morto na última quinta pelo trio preso na sexta | FOTO: Reprodução |

Ao ser questionado pelos policiais sobre o paradeiro de seu pai, Cleriston disse que ele tinha viajado às 6h para São Paulo. Imediatamente os policiais entraram em contato com os outros agentes civis da cidade de Morro do Chapéu, que conseguiram interceptar o ônibus no qual ‘Gago’ se encontrava. O criminoso foi conduzido para a Delegacia Territorial de Jacobina para lavrar o flagrante.

O trio foi interrogado a respeito do homicídio, e todos confessaram que são autores do crime que vitimou fatalmente Genildo. Os homens cometeram o homicídio com requintes de crueldade, relataram que o motivo de terem matado o homem seria porque ele teria matado Aline Barboza no final do mês de agosto em 2019. Aline era esposa de ‘Gago’, mãe de Cleriston.

Segundo o delegado territorial de Wagner Marinho, inicialmente os autores disseram que deram pedradas na cabeça da vítima e, em seguida, deferiram inúmeros golpes com faca, e esconderam o corpo em balde grande e deixaram em matagal. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas