CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu Principal
Trending

Chapada: Feira de Ciências mexe com a imaginação de estudantes de Palmeiras

‘Sustentabilidade e qualidade de vida’ foi o tema tratado por discentes da Escola Municipal Manoel Afonso.

Ampliar o conhecimento, valorizar a criatividade e promover o envolvimento dos estudantes e professores na demonstração da situação atual do meio ambiente e da qualidade de vida. Esses foram os objetivos da segunda Feira de Ciências da Escola Municipal Manoel Afonso, localizada em Palmeiras, na Chapada Diamantina. O evento aconteceu na última quinta-feira (19) com o tema ‘Sustentabilidade e Qualidade de Vida’.

Organizada pela professora Maurea Regina, a feira teve o apoio dos professores, coordenação, direção e dos estudantes das turmas do 1º ao 5º Ano. Eles se empenharam e apresentaram diversos subtemas inerentes à população em geral. Cada turma apresentou subtemas expostos nos estandes do 1º Ano – ‘Higienização Corporal e Sentidos’; 2º Ano – ‘As plantas nativas e as partes da planta’; 3º Ano – ‘Astronomia’; 4º Ano – ‘Dengue, micorganismos e a importância da vacinas, energias renováveis e não renováveis’; 5º Ano – ‘Alimentação saudável; coleta seletiva; sistemas respiratório, digestório e urinário’.

O enfermeiro Julio Cezar foi convidado para orientar os alunos do estande sobre importância da vacinação. “Fiquei feliz em ver como os professores estão motivando o aprendizado e incentivando a criatividade dos alunos. Eventos como esse são riquíssimos não só para a divulgação da ciência na comunidade, mas também na formação de jovens críticos e ativos na busca por uma sociedade melhor”, disse.

Paulo Gusmão, ufólogo do Vale do Capão, também compareceu ao evento para falar de astronomia. “Mostrei como funciona o sistema solar, as galáxias e o mecanismo do universo. Isso é importante, é uma área que desperta a atenção e que, de certa forma, hoje com a tecnologia, a internet, a gente sabe que muitas informações chegam, mas as crianças também não têm acesso. Esse contato direto com elas, onde elas questionam, querem aprender, isso é importante”, explica Gusmão.

Fotos da feira em Palmeiras

Este slideshow necessita de JavaScript.

Já o estudante Hatila Souza de Oliveira, do 5º Ano, agradece a professora Regina e a sua mãe Valéria pelo incentivo e por mostrar que ele seria capaz de desenvolver sua apresentação na feira. “Não era muito bom em ciências e nada disso, até que minha mãe começou a me ensinar e como apresentar as coisas, aí eu fui sabendo pouco a pouco. Comecei a participar de algumas coisas e fui participando de trabalhos diferentes, como Geografia, e as pessoas falaram que eu estava melhorando”, relata o garoto.

A professora e mãe Emanuela Novais fala sobre sua vivência com sua filha, o desempenho dos alunos e a sua felicidade em participar do evento. “A Feira de Ciência é um processo que mobiliza todos os alunos e principalmente nós enquanto família, que se organiza para dar o apoio no projeto, porque acreditamos que estimula muito os alunos na perspectiva, principalmente da oralidade”, declara a professora.

Em nome da escola municipal, a professora Maurea Regina agradece aos alunos e professores pelo o empenho e dedicação. “Parabenizamos e agradecemos todos os professores, pais e alunos pelo empenho e dedicação em todo processo de construção. Ficamos imensamente gratos e deixamos aqui o nosso convite para uma efetiva participação nos próximos eventos e atividades da escola”, completa Regina. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas