CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal
Trending

“Vai alavancar o turismo e a economia, além de ajudar na mobilidade”, diz deputado sobre ponte

De acordo com Rui, “esse é o maior projeto de infraestrutura realizado no Brasil nos últimos anos e que vai ajudar a redesenhar o perfil econômico de regiões importantes da Bahia”.

Com investimento de R$5,4 bilhões e previsão para entrega em cinco anos, a ponte entre Salvador e a Ilha de Itaparica começa a se aproximar da realidade. O governo da Bahia realizou o leilão e apresentou o consórcio com três empresas chinesas que será responsável pela construção do empreendimento, na última sexta-feira (13), em São Paulo. Para o deputado estadual Marcelo Veiga (PSB), a instalação da ponte vai impulsionar a economia, aumentar o número de turistas para as regiões do litoral sul, recôncavo e auxiliar na mobilidade urbana da capital e da Ilha.

“É mais um passo importante para o desenvolvimento da Bahia. A ponte vai alavancar o turismo e a economia, além de ajudar na mobilidade. Todos que precisam fazer esse trajeto passam muita dificuldade, ainda mais em períodos de festas. Mas com a ponte, a tendência é que isso seja resolvido. Acredito que o governo Rui Costa avança consideravelmente no setor de desenvolvimento e isso pode ajudar também a gerar emprego e renda em um momento muito difícil do país”, salienta Marcelo Veiga. A licitação foi acompanhada pelo governador Rui Costa, pelo vice João Leão e pelos secretários de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti e da Casa Civil, Bruno Dauster.

De acordo com Rui, “esse é o maior projeto de infraestrutura realizado no Brasil nos últimos anos e que vai ajudar a redesenhar o perfil econômico de regiões importantes da Bahia”. O consórcio das empresas chinesas terá um ano para elaborar projeto e outros quatro anos para construir a ponte. Do investimento de R$5,4 bilhões, o Estado contribuirá com R$1,5 bilhão. A previsão é que sejam gerados sete mil empregos durante a obra desta ponte que será a segunda maior da América Latina. Ela terá 12,3 quilômetros de extensão, está inclusa no Sistema Viário do Oeste, que também contempla a implantação dos acessos ao equipamento em Salvador. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas