CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal
Trending

#Polêmica: “Pronto para o combate, senhor!”, escreve Queiroz ao postar foto na praia e divulgar ato antidemocrático de bolsonaristas

Ex-assessor, apontado como o operador do esquema de rachadinhas que aconteciam no gabinete de Flávio Bolsonaro, teve a prisão domiciliar revogada pelo STJ.

O ex-policial e ex-assessor da família Bolsonaro, Fabrício Queiroz, está aproveitando a liberdade para curtir a praia, em meio à pandemia, e divulgar atos antidemocráticos promovidos por bolsonaristas. No último sábado (1), ele fez postagens em seu Instagram, que é fechado para amigos, em que aparece correndo na areia da praia no Rio de Janeiro e reproduzindo o slogan de campanha de Jair Bolsonaro, “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

Nas publicações, Queiroz exibiu vídeos do ato de bolsonaristas que pedia o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF). A realização desse tipo de manifestação vem sendo investigada no inquérito dos atos antidemocráticos da Corte. “Subindo rumo a 2022!”, escreveu como legenda em uma das postagens. Em outra, junto ao slogan de campanha de Bolsonaro, Queiroz aparece batendo continência e afirmando: “Pronto para o combate, sr!”.

Prisão domiciliar
Em março, os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiram revogar a prisão domiciliar do ex-assessor, que é apontado como o operador do esquema de rachadinhas que aconteciam no gabinete de Flávio Bolsonaro. A esposa do PM, Márcia Queiroz, também foi beneficiada pela decisão. Queiroz foi denunciado por procuradores junto com Nathália, sua filha, e outras 14 pessoas no esquema criminoso.

As investigações apontaram que Nathália era funcionária fantasma do gabinete do filho do presidente, já que trabalhava em outras atividades no mesmo período em que foi nomeada na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O MP identificou que ela repassou ao pai R$ 633,4 mil do que seria seu salário no cargo. O ex-assessor havia sido preso em junho de 2020, após meses sendo procurado pela polícia. Ele estava escondido em um imóvel na cidade de Atibaia (SP) que pertence a Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro. Redação do site da Revista Fórum.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios