CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal
Trending

#Opinião: Eduardo Bolsonaro vota a favor do fundão de R$5,7 bi e aplaude o pai “por ser contra”

A lógica não é o forte da família presidencial.

A coerência e a lógica da família Bolsonaro realmente nunca foram muito fortes. Eles querem o estado mínimo, mas vivem de vultosos salários do Estado, chamam todos de vagabundos, mas nunca tiveram um emprego real, enfim. Só que dessa vez a coisa parece ter extrapolado as contradições habituais.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) postou um vídeo nesta segunda-feira (26) no qual seu pai, o presidente da República, critica o fundo eleitoral aprovado no Congresso de R$5,7 bilhões, dizendo que irá vetá-lo. Nas imagens, o chefe de Estado diz que com esse dinheiro “dá pra fazer muita coisa”, como por exemplo “levar água para o Nordeste”.

O que causa espanto é que Eduardo Bolsonaro, na Câmara, e seu irmão Flávio, no Senado Federal, votaram a favor dos R$5,7 bilhões destinados aos partidos. E o paradoxo não para por aí.

O filho 03 do presidente postou a gravação enaltecendo o pai, dizendo que vetaria o valor exorbitante, depois que Bolsonaro já havia admitido que não o vetará, cortando apenas uma parte menor do montante, permitindo ainda o encaminhamento de R$ 4 bilhões para o chamado “fundão”.

Para a os seguidores fanatizados do clã que controla a República deve ser um tanto quanto complicado entender as mensagens e diretrizes que vêm de seus ídolos. Afinal, eles são contra o “fundão”?

Mas por que votaram a favor? Bolsonaro deve vetá-lo, porque é imoral e serviria para outras aplicações? Então por que admitiu que não o fará mais, restringindo-se a cortar apenas uma pequena parta da verba? Vai entender. A redação é do site da Revista Fórum.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios